Campo Grande/MS, Terça-Feira, 20 de Abril de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Terça-Feira, 12 de Janeiro de 2021, 17h:39
Tamanho do texto A - A+

Angelo Guerreiro busca negociação obre reajuste de professores

Assunto foi tratado durante reunião com secretários.

Flavia Andrade
Capital News

Divulgação/PTL

Angelo Guerreiro busca negociação obre reajuste de professores

Assunto foi tratado durante reunião com secretários.

 

Nesta segunda-feira (11), o Prefeito Angelo Guerreiro reuniu-se com os secretários de Administração, Gilmar Tabone, Secretária de Finanças, Soyla Garcia, Secretária de Educação e Cultura, Angela Brito e a Assessora Jurídica do Município, Dra. Simone Godinho Mello, para tratar sobre o reajuste salarial dos professores.

 

De acordo com a Secretária de Educação Angela Maria de Brito, o histórico do acordo de reajuste salarial firmado na gestão anterior a de Guerreiro, não fora cumprido na prática até o final da gestão anterior.  Nesse sentido, uma Lei (3.295/2017) foi então editada para dar legalidade ao que foi acordado com os professores.

 

Segundo a prefeitura, em 2017, o prefeito convocou uma reunião, da qual participou também o Sindicato dos Trabalhadores na Educação – SINTED, e determinou o reajuste acordado. Desde então, e apesar das dificuldades econômicas enfrentadas, os reajustes determinados pela lei vêm sendo cumprido sistematicamente, o que elevou o salário dos professores da Rede Municipal em Três Lagoas estando entre os maiores pisos salariais do país.

 

Porém, devido a Pandemia, no ano de 2020 o Governo Federal editou a Lei Complementar Nº 173/2020 que proíbe aumentos salariais. Atendendo à solicitação do prefeito, a Assessoria Jurídica, após estudos, definiu que o reajuste aos professores pode ser realizado, tendo em vista que a Lei 3.295/2017  define uma situação prevista anteriormente.

 

Para Soyla Garcia, “O prefeito quer garantir o cumprimento deste acordo e nós precisamos, antes de tudo, cumprir as leis. Esse reajuste pode ser realizado”, afirma.

 

Já o prefeito declarou que, “Nosso objetivo é valorizar o servidor público, como estamos fazendo desde 2017. As economias que fizemos em todos os setores da administração, uma vez que trabalhamos com planejamento e equilíbrio financeiro, permitem que façamos investimentos e o reajuste dos professores considerado um investimento”, conclui.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix