Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 13 de Dezembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Terça-Feira, 16 de Julho de 2019, 17h:37
Tamanho do texto A - A+

Corumbá quer ampliar divulgação da carne do jacaré

Festival do Jacaré visa divulgação do Pantanal e de Corumbá

Elaine Silva
Capital News

Chico Ribeiro/Governo MS

Com indústria de MS, Brasil pretende elevar comércio exterior de alimentos para 10%

Único frigorífico no mundo de abate de jacaré inteiramente automatizado é localizado em Corumbá

“Buscamos a valorização daquilo que temos na nossa natureza, dentro da nossa própria cidade. Daqui alguns anos queremos um evento muito forte para gerar renda e oportunidade de empregos para a nossa população. Também para dar conhecimento à nossa população sobre a qualidade da carne de jacaré”, disse o vereador André da Farmácia, um dos autores da lei nº 2.678/2019 instituiu que dia 15 de julho como o Dia Municipal do Jacaré, em Corumbá.

 Além de destacar o animal símbolo do Pantanal, a lei prevê a realização do Festival do Jacaré, como forma de divulgar ainda mais a carne que está ganhando espaço na culinária, inclusive do exterior.  De acordo com o site Diário Online, a legislação autoriza o Poder Público Municipal a realizar festividades visando a divulgação do Pantanal e de Corumbá.

Também proponente da lei, o vereador Chicão Vianna destacou a projeção que o Dia Municipal do Jacaré permite a cidade. “O maior frigorífico de carne de jacaré da América Latina está aqui em Corumbá. Com a lei, buscamos fomentar o turismo e o jacaré como produto para, nos próximos anos, termos a Festa do Jacaré aqui em Corumbá. Temos como exemplo, a Festa da Linguiça de Maracaju, na cidade de Maracaju; o Porco no Rolete em São Gabriel do Oeste. Pode ter a Festa do Jacaré em Corumbá. O prefeito Marcelo Iunes se sensibilizou com a proposta”, afirmou o parlamentar.

Produção da carne de jacaré
O único frigorífico no mundo de abate de jacaré inteiramente automatizado é localizado em Corumbá. A produção, para mercados interno e estrangeiro, oferece 11 diferentes tipos de cortes de carne de jacaré. A tecnologia empregada permite reaproveitamento total do animal.
 
As matrizes são coletadas na natureza, por meio de um sistema de manejo em áreas monitoradas. O ciclo de produção no sistema de recria e engorda é de dois anos.  Mas a partir de 18 meses, já há animais no tamanho de abate, em torno de 1 metro e 10 centímetros, 1 metro e 20 centímetros e cerca de oito quilos.  Passado o período de recria e engorda, os animais entram na fase de encaminhamento no frigorífico. Lá vão para abate; processar a carne; separação da pele [couro] que vai para o curtume – também a ser instalado na própria planta – para processamento.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix