Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 16 de Setembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Sexta-Feira, 24 de Maio de 2019, 11h:36
Tamanho do texto A - A+

Economia e segurança para o Parque das Nações Indígenas

PM compartilhará imagens com Guarda Municipal; Energisa substituirá 636 lâmpadas

Elaine Silva
Capital News

Deurico Brandão/ Capital News

Economia e segurança para o Parque das Nações Indígenas

Presidente da Energisa Marcelo Vinhaes

Buscando trazer economia e segurança para o Parque das Nações Indígenas, o governo de Mato Grosso do Sul fechou um convênio com a Energisa para substituição das lâmpadas do parque e com a Polícia Militar para compartilhar imagens das câmeras de segurança com a Guarda Municipal.

 

Conforme o presidente da Energisa, Marcelo Vinhaes serão substituídos 636 lâmpadas de vapor metálico de 250 watts no Parque das Nações Indígenas, que darão lugar a 136 projetores de LED de 120 watts. O sistema permitirá economia nos gastos com eletricidade e uma maior capacidade de iluminação. Na próxima segunda-feira (27) inicia a troca das lâmpadas e deve ser concluída em dois meses.

 

Deurico Brandão/Capital News

Economia e segurança para o Parque das Nações Indígenas

Mudanças no Parque começam na próxima segunda (27)

Buscando melhorar a segurança do local, também será realizada uma reforma no Núcleo da Polícia Militar, além da instalação de 14 câmeras de segurança. Segundo o Secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Sustentável, Produção e Agricultura Familiar (Semadur) Jaime Verruck, as imagens serão compartilhadas com a Guarda Municipal. A PM recebeu dois carros elétricos para realizar o monitoramento interno. As mudanças no parque devem ficar prontas em 24 meses.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix