Campo Grande/MS, Domingo, 22 de Setembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 09h:51
Tamanho do texto A - A+

Procon notifica postos de combustíveis na região Norte do Estado

Em cinco municípios, órgão solicitou apresentação de planilhas para definição das multas a serem aplicadas.

Flavia Andrade
Capital News

Divulgação/ProconMS

Procon notifica postos de combustíveis na região Norte do Estado

Em cinco municípios, órgão solicitou apresentação de planilhas para definição das multas a serem aplicadas.

 

Nesta quarta-feira (22), uma operação em conjunto entre o Procon Estadual e Municipal, juntamente com a Agencia Nacional de Petróleo (ANP), encaminhou equipe especializada para realizar fiscalização e notificação em postos de combustível na região norte do Estado.

 

O primeiro município a receber a equipe foi o de Rio Verde de Mato Grosso e de lá o grupo seguiu para as cidades de Camapuã (4), Chapadão do Sul ()3), Figueirão (1) e Sonora (4). Com o objetivo de solicitar junto aos empreendimentos comerciais, justificativas à prática de preços que, muitas vezes, são considerados abusivos.

 

Também foram solicitadas a apresentação de planilhas com informações diversas a serem analisadas, as quais, poderão determinar a aplicação de multa às empresas que estejam descumprindo as normas para o bom atendimento ao consumidor. Os principais itens a serem destacados pelas empresas para averiguação e justificativa foram, o valor da compra de óleo diesel na distribuidora, o preço na bomba para venda ao consumidor e o respectivo percentual de diferença, o que configura o lucro obtido pelo posto de serviços em questão.

 

Considerando principalmente o óleo diesel uma vez que, a Lei estadual que determina a redução da alíquota incidente de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços(ICMS), de 17% para 12%, com determinação de repasse imediato ao consumidor. Para a gasolina e o etanol, a pesquisa visa verificar o valor unitário (preço) do litro de cada um dos combustíveis.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix