Campo Grande/MS, Sábado, 24 de Agosto de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quinta-Feira, 20 de Junho de 2019, 08h:05
Tamanho do texto A - A+

Tradição pode mudar de endereço em Campo Grande

Reformas na 14 de julho, pode impedir que tapetes e trio elétrico volte a passar no local

Elaine Silva
Capital News

Deurico/Capital News

Tradição pode mudar de endereço em Campo Grande

Rua 14 de julho por não receber mais tradição católica

 

“É quase certo que a Rua 14 de Julho, poderá mais ser usada como espaço para procissão, porque além de ter as rampas de acesso, justamente para os portadores de deficiência, ele se torna um empecilho para um multidão que caminha na direção transversal digamos assim. Além de que o trio elétrico, não poderá mais percorrer (pela 14 de julho)”, informou o arcebispo metropolitano da Arquidiocese de Campo Grande, Dom Dimas de Lara Barbosa. Este ano a confecção do tapete acontecerá na rua 13 de Maio, a partir da Rua Antônio Maria Coelho.

 

Ainda conforme o arcebispo essa possível mudança não terá problema para que a comemoração do dia de Corpus Christi, solenidade do Corpo e Sangue de Cristo da igreja católica aconteça nos próximos anos. A confecção do tapete surgiu em Portugal e posteriormente veio para Brasil, período colonizatório. 

 

O tapete é construído com areia colorida e serragem. Nele são representados cenas da bíblia objetos devocionais ou simples temas ornamentais sobre as ruas em que a procissão da Eucaristia passará. É de costume os desenhos que fazem alusão à figura de Cristo, do pão e do cálice. 

 

Nos anos anteriores o tapete era confeccionado pelos fiéis na Rua 14 de Julho e tinha 1,1 km, este ano será na 13 de Maio e será maior, tendo 1,3 km. Ao todo serão 48 participantes no tapete e mais de mil pessoas voluntária para fazer. A quilometragem começa a ser realizada as 4h e por volta das 7h os grupos de fiéis começam o trabalho representando sua paróquia. 

 

Reviva Centro

A. Ramos/Capital News

Comerciantes esperam pelo aumento nas vendas após as obras do Reviva Centro

Conclusão da obra está programada para 20 meses

CapitalTV

O Programa Reviva Campo Grande é um conjunto de intervenções e obras destinadas a promover a dinamização da economia e qualificação dos espaços públicos da região central da cidade. A Requalificação da 14 de Julho busca ampliar o número de frequentadores, fomentar a diversificação de usos e atividades, além de estender o horário de funcionamento do comércio.  Para isso, em cerca de 1.400 metros da rua 14, da Avenida Fernando Corrêa da Costa até a Avenida Mato Grosso. 

 

As obras iniciaram em maio do ano passado, com tempo de duração de 20 meses. 

 

Corpus Christi

Arquivo Capital News

procissão de Corpus Christi

Procissão relembra a caminhada em busca da Terra Prometida

Comemoração de Corpus Christi é realizada na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade que, por sua vez, acontece no domingo seguinte de Pentecostes. A celebração foi instituída pelo Papa Urbano IV no dia 8 de Setembro de 1264, para celebrar o mistério da Eucaristia é o sacramento do Corpo e Sangue de Jesus Cristo

 

A procissão de Corpus Christi lembra a caminhada do povo de Deus, peregrino, em busca da Terra Prometida. O Antigo Testamento diz que o povo peregrino foi alimentado com maná, no deserto. Com a instituição da eucaristia o povo é alimentado com o próprio corpo de Cristo.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix