Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 06 de Dezembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Trânsito
Quinta-Feira, 07 de Novembro de 2019, 14h:08
Tamanho do texto A - A+

Traficante morre ao fugir da polícia

Passageiro foi preso ao caminhar pela rodovia

Elaine Silva
Capital News

Divulgação/PRF

Traficante morre ao fugir da polícia

Passageiro saiu ileso, pois usava o cinto de segurança

Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 355 kg de maconha após suspeito sofrer acidente com carro e morreu  durante tentativa de fuga na BR-463, na última quarta-feira (06), em Ponta Porã. 

 

Segundo informações os agentes tentaram abordar um VW/Jetta, placas aparentes de Brasília (DF). O motorista não respeitou à ordem e iniciou fuga em alta velocidade, se distanciando da viatura policial que realizava o acompanhamento tático.

 

Durante buscas na rodovia, a equipe foi informada de que um veículo havia sofrido um acidente no km 52 da rodovia. No local, os policiais identificam o VW/Jetta, que teria fugido da fiscalização. O Corpo de Bombeiros foi acionado, porém o condutor, um homem de 42 anos, já não tinha sinais vitais.

Divulgação/PRF

Traficante morre ao fugir da polícia

Caso aconteceu na noite de quarta-feira

 

No decorrer da apreensão, os policiais realizavam rondas, quando encontraram um homem de 26 anos caminhando pela rodovia, próximo ao local do acidente. Ao ser abordado, ele confessou ser o passageiro do VW/Jetta, e que saiu ileso do capotamento porque usava o cinto de segurança. Disse também que receberia R$ 2 mil pelo transporte da maconha de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, até Dourados (MS). 

 

No veículo, estavam esparramados os tabletes com o entorpecente. O carro também possuía adulterações nos sinais de identificação. As placas verdadeiras também são de Brasília (DF) com ocorrência de roubo desde setembro de 2019. O passageiro foi preso e encaminhado, juntamente com veículo e a maconha, para a Polícia Civil de Ponta Porã (MS).

 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix