Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 13 de Agosto de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Economia
Terça-Feira, 09 de Junho de 2020, 11h:59
Tamanho do texto A - A+

Alugueis sofrem aumento de 1,36% no inicio de junho em todo o país

Após deflação o setor os números começaram subir no começo de junho

Juliana Brum
Capital News

Um dos pontos também prejudicados na pandemia foram os alugueis. Pesquisa divulgada nesta terça (9), mostra o aumento nos valores de alugueis.

Fernanda Carvalho/Fotos Públicas

aluguel, aluga-se, moradia, habitação

Depois de uma leve queda os alugueis começam a aumentar

 

Desta forma o Índice Geral de Preços–Mercado (IGP-M), usado no reajuste de contratos de aluguel em todo o país, subiu 1,36% na primeira prévia de junho.

 

Os dados foram divulgados de acordo com a Fundação Getulio Vargas (FGV), o IGP-M teve deflação (queda de preços) de 0,32% na primeira prévia de maio.

 

Com o resultado da primeira prévia de junho, o IGP-M acumula inflação de 4,19% no ano e de 7,11% em 12 meses.

 

A alta da taxa foi puxada pelos preços no atacado. O Índice de Preços ao Produtor Amplo, que tinha registrado deflação de 0,35% na prévia de maio, passou a ter inflação de 2,06% em junho.

Outro subíndice do IGP-M com alta da taxa foi o Índice Nacional de Custo da Construção, cuja inflação subiu de 0,18% na prévia de maio para 0,27% em junho.

O Índice de Preços ao Consumidor, subíndice do IGP-M que mede a variação do varejo, teve uma deflação menos intensa, ao passar de -0,46% na prévia de maio para -0,26% na prévia de junho.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix