Campo Grande/MS, Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Economia
Segunda-Feira, 10 de Agosto de 2020, 13h:23
Tamanho do texto A - A+

O que o PIX vai mudar na vida dos sul mato-grossenses

Da Redação
Capital News

Foto de Pixabay no Pexels

O que o PIX vai mudar na vida dos sul mato-grossenses

No início do ano, o Banco Central brasileiro anunciou que um novo sistema de pagamentos entraria no Brasil: o PIX, que começará a funcionar no dia 3 de novembro. Recentemente, mais algumas características do sistema foram divulgadas, sendo possível analisar as mudanças que ocorrerão em nossa vida cotidiana por conta da novidade.


A principal premissa do PIX é a instantaneidade das transações financeiras, que são realizadas em até 10 segundos. Além disso, ele funcionará 24 horas por dia e sete dias por semana. Hoje em dia, quem precisa transferir dinheiro para outra conta, depende dos sistemas DOC e TED, que possuem horários de funcionamento limitados e maior tempo de espera para efetivação da transação.


Para pessoas físicas, a utilização do PIX será gratuita. Por isso, o novo método tem tudo para cair facilmente no gosto dos brasileiros. O Banco Central estabeleceu uma norma para garantir um maior acesso à novidade: todas as instituições financeiras com mais de 500 mil contas em funcionamento são obrigadas a adotar o novo sistema até o dia do lançamento oficial.


As oportunidades que o PIX trará para o varejo são muitas. Se bem aproveitado, pode praticamente eliminar a necessidade das máquinas de cartão, devido à segurança e rapidez dos pagamentos. Além disso, a previsão é que o sistema funcionará por aproximação a partir dos próximos anos, sendo uma opção mais higiênica. Outra vantagem é que o PIX permitirá a realização de saques em lojas, ampliando o fluxo varejista.


Os pequenos negócios que utilizam a internet também serão beneficiados. Hoje em dia, os estabelecimentos perdem muitos clientes pelo fato do comprador não contar com cartão de crédito, a principal forma de realizar compras instantâneas virtualmente, pois são poucas plataformas que aceitam cartões de débito. O PIX agilizará o processo de negociações online, beneficiando o comércio local, possibilitando compras rápidas até nos finais de semana.


A chegada do PIX consolida a internet e os smartphones como ambientes de transações financeiras. Este movimento já está em andamento por aqui: segundo números informados pelo site MagoDaTecnologia, a quantidade de buscas por contas digitais no Mato Grosso do Sul explodiu no segundo trimestre de 2020, com um aumento de mais de 10 vezes em relação ao primeiro trimestre. Sabendo disso, a tendência é que a população não tenha dificuldades para se adequar ao novo sistema.


Inicialmente, as transações pelo PIX funcionarão através da leitura de QR codes, utilizando a câmera do celular. Sendo assim, é necessário que os dois usuários tenham conexão com a internet. No entanto, o Banco Central planeja que a plataforma seja capaz de funcionar offline a partir de 2021, tornando o sistema ainda mais acessível.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix