Campo Grande/MS, Sábado, 26 de Setembro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Economia
Terça-Feira, 11 de Agosto de 2020, 14h:43
Tamanho do texto A - A+

Preços da gasolina e eletricidade refletem alta na inflação de julho

Os dados são do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)

Flávio Veras
Campo Grande

Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas

Gasolina

Aumentos no preço da gasolina

A gasolina, com uma alta de preços de 3,42% em julho, foi o item que mais impactou a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), no mês.

 

Os combustíveis, de uma forma geral, subiram 3,12%, devido a aumentos de preços no óleo diesel (4,21%), etanol (0,72%) e gás veicular (0,56%).

 

"A gasolina continua revertendo o movimento que teve nos meses de abril e maio. Já havia subido em junho e voltou a subir em julho", disse o pesquisador do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) Pedro Kislanov.

 

Os transportes foram o grupo de despesas que teve maior influência no IPCA de julho, com alta de 0,78%.

 

Outros grupos que tiveram impacto importante na inflação foram saúde e cuidados pessoais (0,44%), artigos de residência (0,90%) e comunicação (0,51%).

 

Os alimentos subiram apenas 0,01% e tiveram pouco impacto na inflação de julho. Três grupos registraram deflação (queda de preços): vestuário (-0,52%), despesas pessoais (-0,11%) e educação (-0,12%).

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix