Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 06 de Julho de 2022 |
27˚
(67) 3042-4141
Economia
Quarta-Feira, 22 de Junho de 2022, 16h:12
Tamanho do texto A - A+

Produção industrial cresceu ou ficou estável em 80% das empresas de MS em maio

Para os próximos seis meses, 57% das empresas aumento na demanda por produtos

Iury de Oliveira
Capital News

Divulgação/Fiems

Produção industrial cresceu ou ficou estável em 80% das empresas de MS em maio

Profissional da industria

 

A atividade industrial melhorou na passagem de abril para maio, conforme avaliação feita pelos respondentes da Sondagem Industrial do Radar Industrial da Fiems. De acordo com o levantamento, em maio, 80% das empresas industriais de Mato Grosso do Sul apresentaram crescimento ou estabilidade da produção. Comparando com o levantamento anterior, esse resultado foi superior em 4 pontos percentuais.

 

Quanto à utilização da capacidade instalada, 71% dos empresários industriais disseram que ela esteve igual ou acima do usual para o mês. Já a utilização média da capacidade total de produção encerrou o mês em 74%.

 

“Para os próximos seis meses as expectativas são positivas, ou seja, os empresários industriais de Mato Grosso do Sul estão otimistas e esperam crescimento da demanda por seus produtos e aumento das contratações. Com essa combinação, os índices de confiança e intenção de investimento também evoluíram na comparação com o último levantamento e seguem acima da média histórica obtida para o mês”, destacou o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende.

 

Para os próximos seis meses a partir de junho, 57% das empresas responderam que esperam aumento na demanda por seus produtos. Por outro lado, para o mesmo período, 11,4% preveem queda. Já as empresas que acreditam que o nível de demanda se manterá estável responderam por 31,6% do total.

 

Com relação ao número de empregados, 34,2% das empresas disseram que o número de empregados deve aumentar nos próximos seis meses. Por outro lado, 5,1% acreditam que esse número deve cair, enquanto 60,8% das empresas esperam manter o número de funcionários estável.

 

Além disso, em junho, o índice de intenção de investimento do empresário industrial ficou em 58,4 pontos. Indicando aumento de 1,4 ponto sobre o mês anterior e de 7,3 pontos em relação à média histórica obtida para o mês. No atual levantamento 63,3% das empresas industriais disseram que pretendem realizar investimentos nos próximos seis meses. Os resultados variam de 0 a 100 pontos, quanto maior o índice, maior é a intenção de investir.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix