Campo Grande/MS, Sábado, 30 de Maio de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Economia
Quarta-Feira, 08 de Abril de 2020, 08h:40
Tamanho do texto A - A+

Reajuste de energia é de 6,9%, mas só chega ao consumidor em julho

Índice será aplicado na área de concessão da Energisa em Mato Grosso do Sul

Hélder Rafael
Capital News

Divulgação

Grupo Neoenergia Investe R$ 323 milhões em novas linhas de transmissão de energia elétrica

 

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) determinou que o reajuste nas contas de energia elétrica na área de concessão da Energisa em Mato Grosso do Sul só chegará aos consumidores em julho. O índice médio autorizado pela agência é de 6,9%, e atinge consumidores de baixa e alta tensão. 

 

O reajuste deveria ser aplicado em abril, mas foi adiado em dois meses por conta da preocupação da empresa e do Governo Federal com os impactos da pandemia de Covid-19 na economia. Os valores que deixarem de ser arrecadados nesse período serão cobrados de forma parcelada a partir de 2021. A tarifa com os novos valores entra em vigor em 1º de julho.

 

A Energisa atende 1 milhão de unidades consumidoras em Mato Grosso do Sul, somando 2,8 milhões de consumidores de 74 municípios, com receita de R$ 2,7 bilhões.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix