Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 21 de Outubro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Esporte
Sábado, 05 de Setembro de 2020, 07h:49
Tamanho do texto A - A+

CBF equipara diárias e premiações pagas às Seleções Brasileiras

Mulheres vão receber o mesmo valor que homens no período de convocação

Rogério Vidmantas
Capital News

Lucas Figueiredo/CBF

Pia Caboclo CBF

Pia Sundhage, técnica da Seleção Brasileira, e o presidente da CBF, Rogério Caboclo

O futebol feminino brasileiro ainda precisa subir diversos degraus, mas aos poucos algumas distorções estão sendo corrigidas. Nesta semana, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou mais uma delas, a equiparação dos pagamentos feitos aos jogadores e as jogadoras das Seleções Brasileiras Principais. A medida inédita concede às atletas que vestem a camisa da Seleção os mesmos valores de diárias e premiação pagas aos jogadores para períodos de preparação e jogos.

 

A equidade de pagamento já foi adotada durante a primeira convocação da Seleção Brasileira Feminina de 2020. Em março, durante o Torneio Internacional da França, as Guerreiras do Brasil receberam o mesmo valor que é pago aos homens durante o período de convocação. Durante a Copa do Mundo Feminina FIFA 2019, na França, a CBF já havia concedido à Seleção uma premiação inédita por conta da campanha na competição. No próximo Mundial, as premiações serão proporcionalmente equivalentes.

 

O presidente da CBF, Rogério Caboclo, aproveitou o anúncio da convocação da Seleção Brasileira Feminina para um período de treinos para oficializar a medida, que já vem sendo adotada desde a última convocação, antes da pandemia. “Desde março deste ano, a CBF fez uma igualdade de valores em relação a prêmios e diárias entre o futebol masculino e feminino. Ou seja, as jogadoras ganham a mesma coisa que os jogadores durante as convocações. Aquilo que eles recebem por convocação diária, as mulheres também recebem. Aquilo que elas vão ganhar pela conquista ou por etapas das Olimpíadas ano que vem será o mesmo que os homens vão ter", revelou.

 

De acordo com nota da entidade no site oficial, a medida faz parte da transformação que passa o futebol feminino no Brasil, seja em relação à Seleção Brasileira ou às competições coordenadas pela CBF. "Aquilo que os homens receberão na próxima Copa do Mundo será proporcionalmente igual ao que é proposto pela FIFA. Não há mais diferença de gênero, pois a CBF está tratando de forma igual homens e mulheres”, concluiu.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix