Campo Grande/MS, Domingo, 23 de Fevereiro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Esporte
Terça-Feira, 17 de Dezembro de 2019, 16h:08
Tamanho do texto A - A+

Federação e UFMS serão responsáveis pela primeira parte das adequações no Morenão

Reforma prometida pelo Governo Estadual ficou para depois do Campeonato Estadual

Rogério Vidmantas
Capital News

Anderson Ramos/Capital News

Coletiva Promotoria Futebol MS

Presidente Francisco Cezário fala em coletiva com representantes do Governo, UFMS e Promotoria

A reforma do Estádio Morenão proposta pelo Governo do Estado vai ficar apenas para depois do Campeonato Estadual e as adequações necessárias para a competição serão de responsabilidade da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS) e da Universidade Federal. Essa foi a principal informação em entrevista coletiva desta terça-feira (17) na 43ª Promotoria de Justiça com representantes das partes envolvidas, além do Ministério Público Estadual (MPE).

 

No início de novembro, foi entregue ao Governo do Estado o projeto para reforma completa do estádio, com reserva de recursos de R$ 4,5 milhões para as obras que teriam uma primeira parte antes do início do Estadual e o complemento em seguida. A responsabilidade será da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul), mas o projeto ire precisar de alterações que ainda serão analisadas, o que atrasou o início.

 

Para viabilizar jogos de Operário e Comercial no estádio, laudos de segurança, vigilância sanitária, prevenção e combate a incêndio e pânico devem ser emitidos até, segundo o promotor Luiz Eduardo de Almeida, o responsável para liberar ou não o Morenão. As obras solicitadas pelo MPE vão desde correções no sistema estrutural a parte elétrica, além de melhorias nas placas de orientação e advertências.

 

Recursos

Anderson Ramos/Capital News

Promotor Luiz Eduardo de Almeida

Promotor Luiz Eduardo de Almeida diz que promessa dos laudos é para 15 de janeiro

 

Pela parte da Federação, serão investidos cerca de R$ 75 mil. “Nossa equipe já está pronta, contratamos a empresa que irá cuidar da parte de impermeabilização e algumas outras manutenções. A parte elétrica está sendo revisada conforme exigência do Corpo de Bombeiros e estamos trabalhando com o prazo de 15 de janeiro que é a data de conclusão passada pela empresa, já considerando o período chuvoso”, disse Francisco Cezário, presidente da entidade. Pela UFMS, serão gastos outros R$ 300 mil para que o estádio esteja dentro do esperado pelo MPE para ser liberado. 

 

De acordo com o promotor, para o Estadual 2020 o Morenão não deve estar muito diferente. “Nós estamos trabalhando para o campeonato de 2020 algumas adequações vão ser feitas e o estádio ainda estará com público limitado. Mas após a competição iniciarão os trabalhos de uma melhoria muito mais significativa”, explicou o promotor Luiz Eduardo de Almeida. Segundo ele, a data de 15 de janeiro, uma semana antes do jogo de abertura do Estadual, foi acordada para a entrega dos laudos. “Obras têm imprevistos e essa data pode se estender um pouco mais ou mesmo ser adiantada, mas a entrega acontecendo antes do início do campeonato é feita a vistoria e o estádio é liberado se estiver adequado”, completou.

Anderson Ramos / Capital News

Comerário 2017 - Operário x Comercial

A dupla Comercial e Operário poderão ter seus torcedores nas arquibancadas no Estadual 2020, desde que sejam liberados os laudos, afirma Promotor

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix