Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 05 de Dezembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Esporte
Terça-Feira, 16 de Julho de 2019, 07h:49
Tamanho do texto A - A+

Fluminense e Ceará fecham rodada do Brasileirão com empate no Rio

Pedro abriu placar no Maracanã, mas Tiago Alves, de bicicleta, igualou o placar

Rogério Vidmantas
Capital News

Lucas Merçon/Fluminense FC

Fluminense Ceará

Flu foi melhor no primeiro tempo, mas não aproveitou chances e viu Ceará igualar com golaço

O último jogo da décima rodada do Campeonato Brasileiro terminou sem vencedores. No Rio de Janeiro, o Fluminense recebeu o Ceará-CE e não passou de um empate em 1 a 1, resultado ruim para os dois lados que seguem na mira da zona de rebaixamento. Os gols saíram no primeiro tempo, marcados por Pedro e Tiago Alves, com um golaço de bicicleta. Com o resultado, o Tricolor carioca subiu para o 15º lugar, com nove pontos. Já o Vozão, tem 11 pontos e ocupa a 14ª posição.  

 

O jogo

 

Fluminense e Ceará fizeram um primeiro tempo cheio de emoção no Maracanã. O Tricolor começou melhor e quase marcou aos 16 minutos em boa finalização de Ganso e perdeu outras chances com Yony, João Pedro e Pedro. Do outro lado, o Vozão assustou na marca dos 32. Ricardinho cobrou falta com muito perigo, mas Agenor apareceu para salvar o Flu. Na sequência, a equipe da casa voltou a pressionar e dessa vez teve bola na rede. 

 

Aos 40 minutos, Daniel cobrou escanteio, Nino fez o desvio e Pedro empurrou para o fundo da meta alvinegra. Mas antes de partir para o abraço, o camisa 9 ainda precisou esperar o VAR entrar em ação para validar o gol. Só que a vantagem tricolor durou pouco. Nos acréscimos, depois de um bate-rebate dentro da área, Tiago Alves emendou uma bicicleta para marcar um golaço e deixar tudo igual em 1 a 1.

 

Na volta do intervalo, o confronto ganhou em equilíbrio, mas as chances demoraram a aparecer. Aos 20, Ganso arriscou o chute rasteiro e Diogo Silva se esticou todo para evitar o gol. A resposta do Ceará veio na mesma moeda. William Oliveira soltou a bomba da intermediária, mas Agenor fez a defesa para o Flu, aos 24. Enquanto o Tricolor pressionava no ataque, o Vozão buscava o contra-ataque. Já aos 41, o Fluminense chegou e novamente com seu camisa 9. Caio Henrique fez cruzamento na medida para Pedro, que testou firme, mas viu Diogo Silva fazer um milagre debaixo das traves e garantir o empate. 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix