Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 24 de Janeiro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Esporte
Segunda-Feira, 09 de Dezembro de 2019, 16h:09
Tamanho do texto A - A+

Fortaleza de Rogério Ceni fecha ano com Tríplice Coroa

Tricolor garantiu com louvor permanência na Série A e estabelecer recorde de público

Rogério Vidmantas
Capital News

Leonardo Moreira/Fortaleza EC

Fortaleza Bahia

Fortaleza fechou Brasileirão com vitória sobre o Bahia na Arena Castelão

A temporada 2019 do Fortaleza-CE não poderia ter sido melhor. O time comandado por Rogério Ceni foi campeão cearense e da Copa do Nordeste, o torneio regional mais importante do país. Para completar, se o objetivo do clube no Campeonato Brasileiro era apenas permanecer na Série A, como disse o treinador, foi atingido com louvor. O Tricolor terminou na nona posição e com lugar na Copa Sul-Americana. 

 

Se a colocação foi comemorada pela torcida como um título, pode-se dizer que o Fortaleza conquistou no ano a “Tríplice Coroa”, mesmo que moral. Foi o melhor time nordestino na competição e o melhor entre os times que subiram da Série B. Para completar, essa foi a terceira melhor campanha de um clube do Nordeste na história dos pontos corridos. 

 

Recorde de público

 

No último jogo da temporada, mais uma marca para ser enaltecida pelo Tricolor da Pici. Na vitória por 2 a 1 sobre o Bahia-BA, última rodada do Campeonato Brasileiro, a partida foi acompanhada por exatos 52.552 torcedores na Arena Castelão. Se somarmos o público dos 19 jogos em casa do Fortaleza no Brasileirão, 626.996 torcedores pagaram ingresso, uma média de 33 mil por jogo. 

 

Para se ter idéia da importância da marca, apenas o campeão Flamengo, que jogou com o Maracanã lotado em quase todos os jogos teve média superior, chegando a 55 mil torcedores de média. Segunda maior torcida do Brasil, o Corinthians teve média de 32.829, ficando na terceira posição. 

 

Outra marca conseguida pelo Tricolor foi atingir o melhor público do Nordeste na Série A de pontos corridos, marca que era rival Ceará-CE, em 2018, com 28.079 por jogo. Na segunda colocação aparecia o Sport, na temporada 2007, que levou pouco mais de 26 mil pagantes em cada partida em casa.

Leonardo Moreira/Fortaleza EC

Fortaleza

Rogério Ceni comemorou com os jogadores a excelente campanha no Brasileirão

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix