Campo Grande/MS, Terça-Feira, 26 de Janeiro de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Esporte
Terça-Feira, 24 de Novembro de 2020, 10h:39
Tamanho do texto A - A+

MS conquista 16 medalhas no Brasileiro de Canoagem Maratona

As disputas ocorreram em percursos de cinco, 10 e 20 quilômetros, em 31 provas

Laryssa Maier
Capital News

Lucas Castro, Fundesporte

MS conquista 16 medalhas no Brasileiro de Canoagem Maratona

Com protocolos rígidos de biossegurança, mostramos que é possível realizar competições

Na 28ª edição do Campeonato Brasileiro de Canoagem Maratona, Mato Grosso do Sul brilhou ao conquistar 16 medalhas. As disputas da primeira e única competição nacional da modalidade maratona ocorreram nas águas do Rio Paraguai, em Corumbá (MS), no último final de semana, dias 21 e 22 de novembro. O evento teve como principal fomentador o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio da Fundação de Desporto e Lazer (Fundesporte), seguindo protocolos de biossegurança em razão da pandemia de Covid-19.

 

A delegação sul-mato-grossense foi composta por canoístas da Associação Luso Brasileira – Clube Estoril, de Campo Grande, e do Clube de Canoagem de Aquidauana (CCA). Das 16 condecorações obtidas, três foram de ouro, seis de prata e sete de bronze. De acordo com a Federação de Canoagem de Mato Grosso do Sul (FCaMS), organizadora do evento com supervisão da Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa), participaram 83 atletas de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, Rio de Janeiro, Bahia, Paraná e Rio Grande do Sul.

 

As disputas ocorreram em percursos de cinco, 10 e 20 quilômetros, em 31 provas, nas categorias infantil, menor, cadete, júnior, sênior, master (A, B, C e D) e open, e na canoagem adaptada/paralímpica nas categorias L1, L2, L3 e open. Os tipos de embarcação foram caiaque (classes K1 escola, K1/K2 e K1 (embarcação até 4,5 metros) e canoa (C1 - individual/C2 - dupla). Já na paracanoagem, caiaques foram remados nas classes K1 (individual), V1 e turismo.

 

De acordo com a assessoroa, o diretor-presidente da Fundesporte, Marcelo Ferreira Miranda, afirma que Mato Grosso do Sul se sobressai na organização de eventos esportivos seguros em meio à pandemia. “Com protocolos rígidos de biossegurança, mostramos que é possível realizar competições. Mato Grosso do Sul é referência no combate e controle da Covid-19, e vem sendo modelo também na organização de eventos esportivos que seguem à risca as medidas sanitárias. O Brasileiro de Canoagem Maratona foi mais um em que todos os participantes saíram satisfeitos e se sentiram seguros”.

 

O gerente da Unidade de Esportes de Participação e Lazer (Uepla) da Fundesporte, Rodrigo Barbosa de Miranda, valoriza o cenário pantaneiro na primeira e única competição de canoagem maratona do ano. “Nada melhor do que ter a riqueza da fauna e flora do Pantanal sul-mato-grossense como cenário para uma competição, ainda mais em 2020, um ano tão complicado, de incertezas. É um evento para ficar registrado na memória de todos que tiveram a oportunidade de estar em Corumbá”.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix