Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Esporte
Quinta-Feira, 10 de Outubro de 2019, 13h:17
Tamanho do texto A - A+

Na nova Série D, Aquidauanense passará por fase preliminar

Azulão tem possível adversário da Região Norte e decidiria em casa

Rogério Vidmantas
Capital News

Franz Mendes

Comercial Aquidauanense 2019

Aquidauanense é vice-campeão estadual e dono da segunda vaga no Estado na Série D

A Série D do Campeonato Brasileiro muda a partir de 2020 e o novo critério de classificação para a competição pode tirar uma vaga de Mato Grosso do Sul a partir de 2022. Nos próximos anos, oito clubes indicados pelas federações piores colocadas no Ranking da CBF disputam uma fase preliminar eliminatória para estar entre os 64 clubes classificados. Vice-campeão estadual, o Aquidauanense vai precisar passar por essa fase para se juntar ao Águia Negra na fase de grupos.

 

De acordo com documento divulgado pela CBF, explicando as alterações, a partir de 2022, as quatro piores federações indicam apenas um clube para a Série D, eliminando essa fase preliminar durante essa fase de transição. No Ranking divulgado no fim de 2018, as últimas oito federações colocadas são, na ordem, Distrito Federal, Amazonas, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Espírito Santo, Rondônia, Amapá e Roraima.

 

Considerando essas informações e se a determinação dos confrontos for feita com base neste ranking e em cruzamento olímpico, teríamos DF x RO, AM x AP, MS x RO e TO x ES. Assim, um adversário provável do Aquidauanense seria o Ji-Paraná-RO, com a segunda partida no Estádio Noroeste.

 

Grupos

 

Depois, na fase de grupos, os 64 clubes serão divididos em oito chaves. Os clubes disputam a primeira fase em jogos de ida e volta dentro dos grupos, em um total de 14 jogos cada. Os quatro melhores colocados avançam para a segunda fase, onde começam os confrontos eliminatórios em ida e volta para apurar os quatro semifinalistas que garantem acesso à Série C e depois o campeão.

 

A Série D do Campeonato Brasileiro muda a partir de 2020 e o novo critério de classificação para a competição pode tirar uma vaga de Mato Grosso do Sul a partir de 2022. Nos próximos anos, oito clubes indicados pelas federações piores colocadas no Ranking da CBF disputam uma fase preliminar eliminatória para estar entre os 64 clubes classificados. Vice-campeão estadual, o Aquidauanense vai precisar passar por essa fase para se juntar ao Águia Negra na fase de grupos.

 

De acordo com documento divulgado pela CBF, explicando as alterações, a partir de 2022, as quatro piores federações indicam apenas um clube para a Série D, eliminando essa fase preliminar durante essa fase de transição. No Ranking divulgado no fim de 2018, as últimas oito federações colocadas são, na ordem, Distrito Federal, Amazonas, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Espírito Santo, Rondônia, Amapá e Roraima.

 

Considerando essas informações e se a determinação dos confrontos for feita com base neste ranking e em cruzamento olímpico, teríamos DF x RO, AM x AP, MS x RO e TO x ES. Assim, um adversário provável do Aquidauanense seria o Ji-Paraná-RO, com a segunda partida no Estádio Noroeste.

 

Grupos

 

Depois, na fase de grupos, os 64 clubes serão divididos em oito chaves. Os clubes disputam a primeira fase em jogos de ida e volta dentro dos grupos, em um total de 14 jogos cada. Os quatro melhores colocados avançam para a segunda fase, onde começam os confrontos eliminatórios em ida e volta para apurar os quatro semifinalistas que garantem acesso à Série C e depois o campeão.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix