Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 06 de Dezembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Esporte
Domingo, 30 de Junho de 2019, 07h:49
Tamanho do texto A - A+

Seleção faz primeiro treino em BH sem cinco jogadores

Filipe Luis e Fernandinho passaram por exames e são os que mais preocupam a Comissão Técnica

Rogério Vidmantas
Capital News

Lucas Figueiredo/CBF

Seleção Brasil Treino

Os atacantes William e Gabriel Jesus disputam a bola no treino deste sábado em BH

A Seleção Brasileira fez na tarde deste sábado (29) o primeiro treino em Belo Horizonte, onde enfrenta a Argentina na próxima terça (2), pela semifinal da Copa América. O técnico Tite comandou por cerca de uma hora e meia atividade tática e um trabalho de finalizações com todo o treinamento foi aberto à imprensa. 

 

No treino realizado na Cidade do Galo, cinco ausências. Thiago Silva, que atendeu a imprensa após os trabalhos, e Arthur fizeram apenas trabalho de recuperação física e deram voltas em torno do campo com o preparador físico Fábio Mahseredjian. Filipe Luís e Fernandinho passaram por exames de imagem acompanhados pelo médico Rodrigo Lasmar. Não foram constatadas lesões musculares na coxa direita do lateral. O jogador, porém, ainda se queixava de dores na região e seguirá em tratamento junto a fisioterapia. 

 

Fernandinho ainda apresenta dores no joelho direito, resultado de uma entorse sofrida no jogo contra a Venezuela, em Salvador, pela segunda rodada da fase de grupos. Ele segue em tratamento e observação. A delegação aguarda até segunda-feira o retorno de Richarlison. Ele apresentou melhoras em suas condições clínicas. 

 

Na atividade, não foi possível analisar possíveis mudanças no time. O retorno de Casemiro no lugar de Allan como um dos volantes é certo, mas alterações na frente, que não rendeu bem contra o Paraguai ainda são especuladas. Na primeira parte do treinamento, a comissão técnica dividiu todo o grupo - incluindo jogadores que foram titulares na quinta - em dois times de sete jogadores cada, e, em campo reduzido, as equipes tinham como objetivo manter a posse dando apenas dois toques na bola. Roberto Firmino servia como coringa e podia atuar na tarefa em ambas as equipes. 

 

Logo após esse trabalho foi a vez de os reservas focarem no treino de finalizações. Willian, Lucas Paquetá, David Neres, Fagner e Casemiro deram trabalho para Ederson e Cássio em sequência de situações para chutes em gol ou finalizações de cabeça em bolas aéreas laterais. 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix