CapitalNews

Domingo, 04 de Agosto de 2019, 07h:54

Eleições 2020 tem vários deputados como pré-candidatos ao Executivo Municipal

Entre os 24 nomes disponíveis, doze são contados para disputar prefeitura da Capital

Flavia Andrade
Capital News

Divulgação

Eleições 2020 tem vários deputados como pré-candidatos ao Executivo Municipal

Entre os 24 nomes disponíveis, doze são contados para disputar prefeitura da Capital

 

Visando as eleições 2020, as negociações começam a tomar força entre os políticos e os partidos, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul. Os nomes só poderão ser oficializados para a disputa as prefeituras no próximo ano, porém, pelo menos 12 deputados estaduais já estão com seus nomes a disposição para a disputa.    

 

Neste momento, os pré-candidatos não têm valor jurídico. Muitos apresentam os nomes para verificarem a aceitação diante dos eleitores. Considerando o fato de que, os deputados estão recentes na memória da população por disputar um pleito no final de 2018, a colocação dos nomes à disposição para a próxima eleição serve para fortalecer ainda mais sua imagem perante ao eleitor. 

 

Dos deputados estaduais que já colocaram os nomes a disposição para disputar a majoritária em Campo Grande estão: Antônio Vaz (PRB), Cabo Almi(PT),Capitão Contar(PSL), Coronel Davi(PSL),Herculano Borges , Jamilson Name(PDT), Lucas de Lima (SD),Marcio Fernandes(MDB). 

 

Considerado o segundo maior colégio eleitoral do Estado, o município de Dourados também está em negociação, para disputar a executiva municipal têm três parlamentares à disposição, sendo eles: Marçal Filho (PSDB), Renato Câmara (MDB) e José Carlos Barbosa, o Barbosinha.  Já para Naviraí, o parlamentar Onevan de Matos está na disputa pela prefeitura. 

 

Grande parte dos parlamentares são base aliada do governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), o qual já anunciou por diversas vezes que, para a Capital irá apoiar a reeleição do então prefeito Marquinhos Trad (PSD), considerando que o mesmo o apoiou para a releição durante as eleições 2018.

 

Para Reinaldo Azambuja, "Nós temos que manter o diálogo com os aliados, mas em alguns lugares vai ser impossível até porque você vai respeitar a vontade local. Então tem lugar que não vão conseguir juntar no palanque quem nos acompanhou em 2018. Aí o que vai ter nosso a neutralidade", destaca governador.

 

As convenções partidárias será realizadas durante a segunda quinzena de 2020, onde os partidos irão definir os nomes dos candidatos a prefeito e a vereador para dar início a caminhada eleitoral em agosto. 


Fonte: CapitalNews

Visite o website: wwww.capitalnews.com.br