CapitalNews

Segunda-Feira, 12 de Agosto de 2019, 09h:56

Reunião para discutir novas formas de financiamento em Três Lagoas

Participam do encontro, pesquisadores, empresários e empreendedores da região

Elaine Silva
Capital News

Com um evento voltado para comerciantes, empresários, instituições de apoio ao comércio e indústria, universidades, órgãos públicos a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado do Mato Grosso do Sul (Fundect), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), em parceria com o Sesi, Sebrae e Associação Comercial e Industrial de Três Lagoas, realiza na terça-feira (13) roda de conversa sobre empreendedorismo e oportunidades de financiamento.

Em Mato Grosso do Sul, serão selecionadas por meio de edital, 28 empresas que receberão financiamentos de até 60 mil reais, totalizando mais de 1,6 milhão em investimentos. Participam do encontro, pesquisadores, empresários e empreendedores locais que irão compartilhar com os presentes como foram os seus processos de inovação. Conforme a assessoria a ideia é promover uma roda de debates sobre as possibilidades de inovar e empreender na região de Três Lagoas.

A Diretoria Científica da Fundect apresentará as experiências de sete empresas de MS que participaram do Programa Tecnova, e divulgará novas oportunidades de financiamento e apoio a quem deseja impulsionar sua ideia ou seu negócio.

Uma dessas oportunidades é o Programa Centelha, que até o dia 25 de agosto recebe propostas de ideias inovadoras com potencial de se tornarem negócios de sucesso. O Centelha visa estimular a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura empreendedora no Brasil, oferecendo capacitações e recursos financeiros.

Serviço
Evento: Encontro com empreendedores e pessoas que queiram inovar em Três Lagoas e região.
Data: 13/08/2019 (Terça-feira)
Local: Centro Empresarial do SESI – Três Lagoas, Av. Angelina Tebet 807.
Horário: A partir das 18 horas

 


Fonte: CapitalNews

Visite o website: wwww.capitalnews.com.br