CapitalNews

Sexta-Feira, 27 de Setembro de 2019, 11h:08

Advogado de Jamil Name afirma que seu cliente está preso sem saber o porquê

André Borges diz que ainda busca cópia de decisão sobre operação

Laryssa Maier e Elaine Silva
Capital News

 

Deurico/Capital News

Advogado de Jamil Name afirma que seu cliente está preso sem saber o porquê

"Não receber cópia da decisão no ato em que autoridades entram em sua residência já revela uma grave ilegalidade" afirma advogado

Nesta sexta-feira (27) André Borges um dos advogados de defesa de Jamil Name, afirma que ainda não obteve cópia da decisão judicial que determinou a prisão do empresário e do filho.

 

“Por ora estão a cumprir busca e apreensão. A defesa já requereu e está no aguardo de cópia de tudo, para melhor se posicionar. Não receber uma cópia da decisão no ato em que autoridades entram em sua residência já revela uma grave ilegalidade, típica dos tempos estranhos em que vivemos”, afirma o advogado. 

 

 

Pai e filho foram presos no condomínio de luxo Bela Vista, onde também está sendo cumpridos mandados de busca e apreensão, segundo informações da ambos são suspeitos de envolvimento com uma organização criminosa, uma milícia que estaria envolvida em execuções recentes na Capital.  

 

Ao todo, são 23 ordens de prisões: sendo 13 mandados de prisão preventiva e 10 mandados de prisão temporária em Campo Grande. A lista de presos inclui um policial federal e quatro policiais civis. A operação foi autorizada pelo juiz da 7ª Vara Criminal de Campo Grande, Marcelo Ivo de Oliveira.

 

Operação Omertà é um termo da língua napolitana que define um código de honra de organizações mafiosas do Sul da Itália. Fundamenta-se num forte sentido de família e num voto de silêncio que impede cooperar com autoridades policiais ou judiciárias, seja em direta relação pessoal como quando fatos envolvem terceiros.


Fonte: CapitalNews

Visite o website: wwww.capitalnews.com.br