CapitalNews

Sábado, 21 de Maio de 2022, 15h:12

A nova legislação e ataques hackers fazem com que as empresas brasileiras invistam mais em segurança digital

Por Alice Bachiega

Da coluna Tecnologia
Artigo de responsabilidade do autor

Enquanto as fraudes digitais aumentam, as organizações desenvolvem políticas para combatê-las

Por Alice Bachiega

ColunaTecnologia

Com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), que entrou em vigor em 2020, as empresas passaram a investir mais em segurança digital. As tentativas de fraude e ataques de hackers também fazem com que seja imprescindível o investimento, para que a empresa e seus clientes estejam protegidos da melhor maneira possível.


As organizações passaram a se movimentar para estabelecer protocolos de segurança, com base na nova legislação. São muitas empresas e funcionários que prestam serviço de consultoria em segurança digital e podem ajudar as organizações a se adequarem às normas. E também nem todos da empresa devem ter acesso aos dados. Assim, deve-se estabelecer regras de acesso.


E não é somente a segurança digital meramente dita que está em jogo. As empresas precisam também de assessoria no campo jurídico para lidar com qualquer problema de vazamento de dados que possa ocorrer. Assim, é preciso consultar profissionais provindos de faculdade de direito, com especialidade na área, para lidar com qualquer percalço.


O ideal é que as empresas estejam precavidas e com planos de ação para enfrentar, por exemplo, um ataque de hackers. O planejamento faz com que os problemas possam ser solucionados de maneira mais ágil e eficiente. É uma responsabilidade grande ter em mãos dados de clientes e fornecedores.


Infelizmente, os ataques de hackers e fraudes digitais aumentam a cada dia. São criadas novas técnicas que podem perturbar as empresas. É preciso que a segurança digital esteja sempre sendo revista para combater os novos tipos de crimes digitais que surgem com o tempo.


Com o trabalho remoto e funcionários trabalhando de casa, surgiu outro desafio para as empresas. Elas têm que desenvolver soluções para os colaboradores que trabalham fora da rede da empresa. As soluções digitais devem levar em conta o cenário atual para criar novas formas de combater os ataques digitais.


As empresas precisam ter, antes de tudo, uma boa infraestrutura de TI, onde os processos e as práticas sejam otimizados. Também é fundamental fazer uma gestão de riscos e desenvolver normas para operações, para combater qualquer ataque digital.


É importante que as empresas criem políticas de segurança interna e que todos os colaboradores estejam cientes quanto às normas de acesso aos dados. Muitas empresas estão usando tecnologias de criptografia de dados e também a utilização de backup, para evitar perdas de informações importantes. Também é comum hoje em dia a utilização de ambientes cloud, para armazenar arquivos em uma nuvem de confiança.


Fonte: CapitalNews

Visite o website: wwww.capitalnews.com.br