Campo Grande/MS, Sábado, 24 de Agosto de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Internacional
Segunda-Feira, 25 de Março de 2019, 17h:13
Tamanho do texto A - A+

Cesare Battisti confirma participação no assassinato de quatro pessoas em 1970

Durante depoimento o italiano alegou ter se envolvido em atos políticos por acreditar que aquela era uma “guerra justa”.

Flavia Andrade
Capital News

Arquivo/Agência Brasil

Fux determina prisão de Battisti; decisão pode facilitar extradição

Durante depoimento o italiano alegou ter se envolvido em atos políticos por acreditar que aquela era uma “guerra justa”.

 

O italiano Cesare Battisti, de 64 anos, admitiu ter participado do assassinato de quatro pessoas nos anos de 1970. Depoimento foi dado na presença do procurador-geral de Milão, Francesco Greco, no Ministério Público, onde confirmou o envolvimento nos crimes e pediu desculpas aos parentes das vítimas.

 

Conforme relatos divulgados pela RAI, emissora pública de televisão da Itália, durante o depoimento, Battisti disse que se envolveu nos atos políticos por acreditar que aquela era uma “guerra justa”. Cesare Battisti foi condenado à prisão perpétua pelo assassinato de quatro pessoas durante os anos de 1970. Na época, ele integrava o grupo Proletários Armados pelo Comunismo, um braço das Brigadas Vermelhas. Até então ele afirmava ser inocente.

 

Para o procurador Francesco Greco, Cesare Battisti admitiu "suas responsabilidades" em quatro assassinatos, no ferimento de três pessoas e na participação de roubos.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix