Campo Grande/MS, Domingo, 07 de Agosto de 2022 |
27˚
(67) 3042-4141
Internacional
Terça-Feira, 28 de Junho de 2022, 15h:13
Tamanho do texto A - A+

Missão empresarial apresenta potencialidades de Corumbá na Bolívia e Argentina

Da Assessoria

Divulgação/Prefeitura de Corumbá

Missão empresarial apresenta potencialidades de Corumbá na Bolívia e Argentina

Organizada pela Prefeitura de Corumbá, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Sustentável e da Fundação de Turismo do Pantanal, e pela Associação Comercial e Empresarial de Corumbá (ACIC), a missão técnica da Rota Bioceânica Ferroviária Sulamericana apresentou as potencialidades de Corumbá para empresários e agentes políticos da Bolívia e da Argentina.

“Foi uma missão de prospecção de novos negócios e de reconhecimento da malha ferroviária que liga Corumbá até os portos do Chile”, explicou o secretário Cássio Augusto da Costa Marques, reforçando que o grupo ainda teve a oportunidade de divulgar o potencial turístico e empresarial da região.

A missão começou no domingo, 19, e terminou na última sexta-feira, dia 24. No dia 23, a comitiva brasileira se reuniu com o ministro de Produção e Desenvolvimento Sustentável da província de Salta, Martin de Los Rios. A missão é organizada pela Associação Comercial e Empresarial de Corumbá e pelo Sebrae/MS com apoio da Fiems.

Durante o encontro, o vice-presidente regional da Fiems, Lourival Vieira da Costa, apresentou as potencialidades de Mato Grosso do Sul. “Corumbá é detentora da segunda maior reserva de minério de ferro, a primeira em manganês, temos ainda o Pantanal, um dos grandes biomas brasileiros, além de muitas atividades com grande potencial. Precisamos buscar soluções logísticas para o escoamento dessa produção”, reforçou.

O ministro argentino Martin de Los Rios ressaltou que já tem negócios sólidos com o Brasil e acordos comerciais importantes envolvendo a Rota Bioceânica terrestre. “A rota ferroviária é uma alternativa interessante. Por meio desse acordo podemos desenvolver novas oportunidades de negócios. Vamos levar a proposta às nossas autoridades”, disse.

Na avaliação do presidente da Associação Comercial e Empresarial de Corumbá, André Campos, a rota ferroviária é uma opção que irá aumentar o potencial de desenvolvimento da região. “Ao observarmos as opções, entendemos que podemos acessar a malha ferroviária que está instalada e entender como os países juntos podem viabilizar esse acesso. Uma alternativa é começar pelos pequenos negócios, entender quais são os produtos em potencial. É uma alternativa que reduz os custos de produção e aumenta a competitividade dos nossos produtos”, destacou.

Com boas expectativas em relação a viabilidade da rota ferroviária, a empresária Florencia Ayala, que atua nos ramos de cervejaria, transporte, hotelaria e construção civil na cidade de Toledo (PR) e integra a missão, está ansiosa pelos resultados. “Nós empresários sentimos muito os custos de logística. Nos meus ramos de atuação, utilizamos o transporte terrestre, o que encarece todo o processo. A viabilidade da rota ferroviária tornaria nossos preços muito mais competitivos, já que esse tipo de transporte torna mais barato e viável nossa logística”, finalizou.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix