Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 06 de Agosto de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Nacional
Sexta-Feira, 10 de Julho de 2020, 18h:29
Tamanho do texto A - A+

Estudante picado por naja deve sair da UTI

Animal está no zoológico do Distrito Federal

Elaine Silva
Capital News

Divulgação/Instituto Butantan

Estudante picado por naja deve sair da UTI

Espécie é exótica, originária da África e da Ásia

O estudante de veterinária Pedro Henrique Santos Krambeck Lehmkul, foi picado pelo animal em situação que ainda está sendo apurada. Ele deve receber alta neste sábado (11) da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular, na cidade do Gama, no Distrito Federal. Ontem, Pedro Henrique teve o suporte ventilatório retirado e acordou do coma induzido.

 

A cobra naja de 1,5 metro que picou um estudante de veterinária está no Zoológico da capital federal e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) vai consultar instituições habilitadas, como outros zoológicos e centros de pesquisa, sobre o interesse em receber a cobra, conforme a Agência Brasil. De acordo com o zoológico, trata-se de um animal de alto risco, por ser uma das espécies mais venesos, e por não ter, até o momento, em território nacional, soro antiofídico. A naja não é nativa do Brasil e é encontrada na Ásia e na África. Não é permitido a posse deste tipo de animal em cativeiro no país.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix