Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 09 de Julho de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Nacional
Terça-Feira, 26 de Maio de 2020, 10h:46
Tamanho do texto A - A+

Governador do Rio nega participação no desvio de verba contra Covid-19

Alvo da operação Placebo da polícia federal emitiu nota receber visita da equipe

Elaine Silva
Capital News

Governo do Estado do Rio de Janeiro

Wilson Witzel

Wilson Witzel

O governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel (PSC), emitiu uma nota após ser alvo de mandado da Polícia Federal, na deflagração da operação Placebo. A ação investiga o desvio de verbas ao combate ao novo coronavírus (Covid-19), no Rio.

 

“Não há absolutamente nenhuma participação ou autoria minha em nenhum tipo de irregularidade nas questões que envolvem as denúncias apresentadas pelo Ministério Público Federal”, diz parte da nota.

 

O Governador ainda relata que “estranha-me e indigna-me sobremaneira o fato absolutamente claro de que deputados bolsonaristas tenham anunciado em redes sociais nos últimos dias uma operação da Polícia Federal direcionada a mim, o que demonstra limpidamente que houve vazamento, com a construção de uma narrativa que jamais se confirmará”, esclarece

 

Ainda em sua defesa o Witz  diz que ‘a interferência anunciada pelo presidente da República está devidamente oficializada. Estou à disposição da Justiça, meus sigilos abertos e estou tranquilo sobre o desdobramento dos fatos. Sigo em alinhamento com a Justiça para que se apure rapidamente os fatos”. Ele ainda  se defendeu relatando que “não abandonarei meus princípios e muito menos o Estado do Rio de Janeiro", finaliza a nota.

 

Caso: 

Com objetivo de apurar indícios de desvios de recursos destinados ao combate à pandemia do novo coronavírus (covid-19) no estado do Rio, policiais federais estão no Palácio Laranjeiras, residência oficial do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel. Ação foi deflagrada nesta terça-feira (26). As investigações indicam a existência de um esquema de corrupção envolvendo uma organização social contratada para a instalação de hospitais de campanha e servidores da cúpula da gestão do sistema de saúde do estado do Rio.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix