Campo Grande/MS, Sábado, 24 de Agosto de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Nacional
Terça-Feira, 22 de Janeiro de 2019, 14h:57
Tamanho do texto A - A+

Suspeitos de envolvimento em assassinato de Marielle Franco são presos no Rio

Operação deflagrada nesta manhã mira em integrante de milícia mais antiga do estado

Caroline Carvalho
Especial para Capital News

Reprodução

Suspeitos de envolvimento em assassinato de Marielle Franco são presos no Rio

Marielle Franco (PSOL) foi a quinta vereadora mais votada do Rio de Janeiro

Operação desencadeada na manhã desta terça-feira (22) prendeu ao menos cinco suspeitos de envolvimento no assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes, na Zona Oeste do Rio. Segundo o jornal O Globo, os presos são integrantes da mílicia mais antiga e perigosa do estado do Rio de Janeiro.  

 

A ação mobilizou cerca de 140 policiais, em Rio das Pedras, Zona Oeste do Rio. Até o momento, cinco pessoas foram presas, dentre elas o major da Polícia Militar Ronald Paulo Alves Pereira, o ex-capitão do Batalhão de Operações Especiais (Bope) Adriano Magalhães da Nóbrega; e o subtenente reformado da PM Maurício Silvada Costa. 

 

A operação foi deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco-RJ), do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), e teve o apoio da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil. 

 

Segundo a reportagem, embora o objetivo da ação seja atacar a mílicia que explora o ramo imobiliário ilegal na capital com ações violentas e assassinatos, há indícios de que dois dos alvos de prisão comandem o Escritório do Crime, braço armado da organização, especializado em assassinatos por encomenda. Os principais clientes do grupo são contraventores e políticas. 

 

A ex-vereadora foi morta a tiros dentro de um carro no dia 14 de março de 2018, junto do motorista Anderson Gomes. Passado quase um ano, o crime continua sem solução. 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix