Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 02 de Abril de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Opinião
Sexta-Feira, 20 de Março de 2020, 15h:29
Tamanho do texto A - A+

Covid19: Apenas previna-se

Por Gilmar Hernandes Morro*

Artigo de responsabilidade do autor
Envie seu artigo para opiniao@capitalnews.com.br

Muitos brasileiros ainda não entenderam a gravidade do coronavírus e debocham da situação, acham que a imprensa está exagerando na cobertura, que o governo chinês tem intenção financeira por trás ou que isso é uma simples gripe e não vai lhe matar.

Divulgação

Gilmar Hernandes Morro - Artigo

Gilmar Hernandes Morro

 
É preciso que as pessoas tenham bem claro o significado das palavras: medo, fé e prevenção. Pois já ouvi alguns cidadãos dizendo que quem se previne está com medo, que a doença não é para tanto. Em outro lugar, dizem que tendo fé não tem com o que se preocupar. Outros atacam o governo. Loucuras a parte, independente de qual seja o seu pensamento, neste momento é hora de se prevenir, ficar em casa, não ir a locais com aglomeração de gente, incluindo missas, cultos, escolas, universidades, etc.

Essa prevenção não é em vão, mas sim para que possamos evitar ao máximo a proliferação do Covid-19, evitando o que vem ocorrendo na China e na Itália. Para quem acha que é falta de fé se prevenir, não é não! Temos fé em Deus que tudo irá passar: Ele faz o impossível! Mas nós precisamos fazer o possível, que neste momento é permaneçamos em nossos lares, protegendo nossas crianças e idosos, que são mais frágeis as reações do vírus.

Se não precisar trabalhar em regime de home-office, aproveite o tempo livre para limpar o quintal de sua casa, evitando outras doenças, como a dengue, zika e chikungunya. Leia a Bíblia, uma revista ou um romance. Escute música! Assista um filme ou se informe com as notícias (todos os canais estão cobrindo de forma especial, inclusive os canais pagos estão liberados pela internet). Estude e reflita sobre tudo o que está acontecendo, antes de falar ou postar nas redes sociais coisas que talvez fuja do seu conhecimento, tentando achar um culpado.

As Universidades foram as primeiras a suspenderem as aulas presenciais, ofertando-as no ambiente virtual sem prejuízo para o aluno. As escolas públicas também anunciaram a paralisação. Grandes campeonatos foram adiados. Voos foram suspensos. Fronteiras foram fechadas. Novelas serão retiradas do ar antes do fim, programas de entretenimento também, para dar lugar ao velho e bom jornalismo verdade. Acha que depois disso tudo ainda é conspiração?  

Também temos que ter responsabilidade com nossas atitudes, avaliar o que é certo ou errado antes de repassar fake news de forma instantânea, como vídeos ensinando a fazer álcool em gel caseiro. O álcool em gel industrializado é feito com um tipo de álcool que não é aquele encontrado em supermercado, mas apenas comercializado a técnicos em casas de produtos químicos. Sem esse higienizador, podemos evitar a circulação do vírus mantendo as nossas mãos limpas, lavando-as com água e sabão com mais frequência.

O coronavírus na Itália já matou mais de 3,4 mil pessoas, com registro de mais de 33 mil casos. Na China, mais de 3,2 mil pessoas já morreram acometidas pela doença. No Brasil os primeiros casos foram registrado no último dia de fevereiro. Em Campo Grande a confirmação dos primeiros casos  surgiu no fim de semana passado. No dia 17 de março, em São Paulo, veio a confirmação do primeiro óbito. O momento é de atenção total para a prevenção, para cuidar do próximo e de si mesmo.

 

 

*Gilmar Hernandes Morro

Jornalista especialista em práticas contemporâneas e MBA em Marketing e Vendas

 

 



 


 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix