Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 01 de Abril de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Opinião
Sábado, 21 de Março de 2020, 09h:39
Tamanho do texto A - A+

Para discutir a Síndrome de Down

Por Oscar D’Ambrosio*

Artigo de responsabilidade do autor
Envie seu artigo para opiniao@capitalnews.com.br

Neste mês de março que se celebra (dia 21) o Dia da Síndrome de Down, o filme The Peanut Butter Falcon” é uma reflexão delicadamente obrigatória. Acima de tudo, ele trata de acreditar nos próprios sonhos. Para isso, conta a história de um jovem com Síndrome de Down que foge de um lar de idosos, onde vive por não ter quem cuide dele, em busca de ideal: ser um profissional de luta livre como o ídolo que assiste infinitas vezes em fitas VHS.

Unesp

Oscar D'Ambrosio - Artigo

Oscar D'Ambrosio

 

Nessa sua jornada, encontra dois aliados, a funcionária da instituição que tem a função de trazê-lo de volta (a luminosa atriz Dakota Johnson) e um pescador de camarões envolvido em confusões com a comunidade local (Shia LaBeouf). Ambos se recuperam lutos, respectivamente do marido e do irmão. Isso os aproxima.

Esse momento de vácuo afetivo faz com que acompanhar o protagonista, vivido por Zack Gottsagen, realmente portador da Síndrome, se torne uma saga repleta de ações de carinho, mas também de dificuldades e limitações. Algumas alusões literárias, como as referências a Mark Twain, soam um pouco forçadas e desnecessárias, mas não tiram o encanto da narrativa.

Os diretores Tyles Nilson e Mike Schwartz sabem como contar a sua história. O encontro do trio com o lutador idolatrado pelo menino ilustra bem como o tempo destrói e reconstrói as pessoas nas mais variadas direções. Ainda evidencia como atitudes como chamar pessoas com Down de “retardadas” é uma violência em todos os sentidos.

 

 

*Oscar D’Ambrosio

Jornalista pela USP, mestre em Artes Visuais pela Unesp, graduado em Letras (Português e Inglês) e doutor em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e Gerente de Comunicação e Marketing da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix