Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 23 de Outubro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Opinião
Domingo, 22 de Setembro de 2019, 07h:00
Tamanho do texto A - A+

Peer-to-peer

Por Walter Roque Gonçalves*

Artigo de responsabilidade do autor
Envie seu artigo para opiniao@capitalnews.com.br

As taxas de juros nas grandes instituições bancárias são sinônimo de dor de cabeça para muitos,  quando se pensa em empréstimo, logo vem à mente os juros e o montante que deverá ser pago no final. Não rara, a procura por agiotas leva a ilusão de que o dinheiro será “mais fácil” e esquecem de que a agiotagem é crime contra a economia popular, passível de reclusão e multa, além de que, os juros envolvem ágil. Em contraponto existe o peer-to-peer, regulamentado pelo Banco Central há um ano.

Divulgação

Walter Roque Gonçalves - Artigo

Walter Roque Gonçalves

 

O peer-to-peer (pessoa-a-pessoa) é uma modalidade de crédito em que as pessoas aplicam dinheiro de um lado e outras pessoas ou empresas pegam empréstimo de outro com juros menores e para quem financia, os rendimentos são maiores que o CDB e o Tesouro Direto, uma operação em que os dois lados saem ganhando. Esta opção - hoje legalizada - é foco de diversos aplicativos e portais na internet que fazem a intermediação: Social Cash, Social Bank e muitos outros.

O grande risco deste modelo é o calote, instituições financeiras estão geralmente mais preparadas para enfrentar situações de cobranças ou eventuais prejuízos com inadimplentes. O empréstimo Peer-to-Peer pode gerar resultados para o investidor melhor do que os conhecidos em investimentos tradicionais bancários, no entanto se o credor não pagar, o risco desta ação pode ser bem maior do que o imaginado.

Para o empresário que busca crédito no mercado esta modalidade vem a somar, pois geralmente é com juros menor do que os cobrados pelos bancos, principalmente quando comparado ao cheque especial ou o de cartão de crédito. Este modelo fortalecido gera mais concorrência para os produtos bancários e com isto a possibilidade de juros menores praticados por eles. O Peer-to-Peer é mais um aliado na luta diária do empresário pela prosperidade, geração de empregos e giro de recursos na economia.

 

 

*Walter Roque Gonçalves
Professor ABS/FGV, consultor de resultados especializado em micro, pequenas e médias empresas | CRA 144.772 | Contato: (18) 99723-3109 | e-mail: walter@consultoriajk.com.br

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix