Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 23 de Setembro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Opinião
Terça-Feira, 28 de Janeiro de 2020, 15h:47
Tamanho do texto A - A+

Saúde e as metas para o novo ano

Por Fabiano Lago*

Artigo de responsabilidade do autor
Envie seu artigo para opiniao@capitalnews.com.br

Comer melhor, cuidar da saúde, fazer exercícios e ter uma rotina saudável são promessas que estão na lista de início de ano de quase todas as pessoas. Porém, é necessário ter disciplina para que as metas sejam cumpridas e levadas a sério durante todo o ano.

Divulgação

Fabiano Lago - Artigo

Fabiano Lago


Um estudo feito na Universidade de Scranton, nos Estados Unidos, revela que apenas 8% das pessoas conseguem ter sucesso em suas resoluções de fim de ano. Isso faz com que certos desejos se repitam ano após ano, sem serem cumpridos de fato. No topo da lista geralmente está o emagrecimento e a rotina mais saudável. Mas é preciso ter disciplina e força de vontade para que os hábitos sejam, de fato, mudados.

Para iniciar uma vida saudável junto com o novo ano é necessário, em primeiro lugar, ir à um médico para realizar exames de rotina. Neles, pode ser identificado se há qualquer problema de saúde, mesmo que ainda não apresente sintomas. Com os exames, também é possível determinar quais atividades físicas e alimentação combinam mais com cada rotina. A intenção de obter uma vida saudável traz diversos benefícios, como prevenção de doenças, equilíbrio hormonal, estimulação do sistema imunológico, combate às dores corporais, melhora do humor e aumento da energia.

Movimentar o corpo é essencial na busca pelo bem-estar. A prática de esportes é positiva, desde que o impacto dos exercício não resulte em desconfortos. Caminhada, natação e hidroginástica são exemplos de atividades de baixo impacto que cumprem a função de auxiliar no emagrecimento e na promoção do bem-estar. Os exercícios devem ser feitos acompanhados por um profissional, que possa orientar sobre alongamentos, intensidade dos movimentos e frequência.

Além dos exercícios, o equilíbrio também deve estar no prato. Dietas da moda, que não foram feitas pensando no seu bem-estar e no seu metabolismo, devem ser evitadas. Com o acompanhamento de um médico ou nutricionista, a alimentação deve ser balanceada, sem ingestão de álcool, açúcar e pouco sal. Sempre é preciso considerar que, quanto mais colorido o prato, melhor para a saúde. É fundamental consumir todos os grupos alimentares e não comer mais do que precisa para saciar a fome.

Os hábitos alimentares também podem estar relacionados à relação emocional que a pessoa mantém com a comida. Assaltar a geladeira à noite e investir exageradamente nos doces são exemplos de comportamentos que podem estar relacionados ao humor. Nesses casos, um psicólogo também pode ser seu aliado na busca pelo equilíbrio na balança.

Resultados positivos dependem de metas bem definidas e força de vontade. As dicas servem para orientar o caminho a ser percorrido por quem quer alcançar os objetivos ao longo do ano. Não deixe para 2021 o que você pode fazer em 2020.

 

 



 


 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix