Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 05 de Agosto de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Opinião
Domingo, 18 de Julho de 2021, 13h:15
Tamanho do texto A - A+

Seja perseverante e viva intensamente!

Por Wilson Aquino*

Artigo de responsabilidade do autor
Envie seu artigo para opiniao@capitalnews.com.br

Ao longo de 64 anos de existência aprendi que a vida é mesmo muito especial, que deve ser vivida com toda força, intensidade e alegria, valorizando todo instante de cada dia, mesmo em tempos de dificuldades e pandemia.

Divulgação

Wilson Aquino - Artigo

Wilson Aquino

 

Aprendi também que somos cheios de defeitos, como são aliás, absolutamente todos os seres humanos em qualquer lugar do mundo.

Muito embora todos conheçamos pessoas aparentemente “perfeitas” isso não é verdade. Pois existe apenas uma referência de perfeição à qual podemos nos espelhar, que é Jesus Cristo, filho de Deus que veio ao mundo, como homem, para demonstrar a todos nós que é possível sim viver a vida em paz e alegria, longe dos erros e pecados.

O segredo então, que o tempo nos ensina, é que devemos ser humildes e resilientes para aceitarmos o que somos, o que temos e tocarmos a vida alicerçados nisso em busca de evolução em todos os sentidos: material, moral e principalmente espiritual.

Durante essa caminhada, jamais devemos nos sentir incapazes e deixar fluir pensamentos negativos como o de que somos os mais sofridos.

O indivíduo que se conscientiza de que é filho especial de Deus e que está aqui para se aperfeiçoar, abandonando os incontáveis defeitos existentes no seu interior, as coisas começam a ficar muito melhores.

Então, felizes aqueles que seguem aos ensinamentos e mandamentos de Deus, pois vivem muito melhores que quaisquer outros. E não é que serão poupados de dores e sofrimentos, mas serão superiores a esses sentimentos.

Quem segue o Senhor compreende que o Plano de Salvação, esse que todos vivemos aqui na Terra, que nos trouxe do mundo espiritual para assumirmos um corpo de carne e ossos é grandioso, pois prepara o homem para a eternidade.

Esses conhecimentos deveriam ser suficientes para impedir que fiquemos aprisionados a angústias e frustrações por não conseguirmos evolução nas coisas materiais, sentimentais e/ou espirituais. Daí a necessidade de todos sermos persistentes, perseverantes no dia a dia, seja em qual for a profissão que quisermos seguir. O importante é ir em frente, consciente de que estamos cumprindo o mandamento de não fazer mal a ninguém, de nenhuma forma e dominando e abandonando as imperfeições humanas.

O sentido da vida é muito maior, belo e de valor imensurável. Daí a força para trilharmos o caminho com fé em Deus, segurança e perseverança para vencer os desafios.

Maria Lúcia Tostes Palma, esposa do querido amigo José Estevão é um grande exemplo do sucesso que esse tripé proporciona na vida de cada um. Diagnosticada há alguns anos com Esclerose Lateral Amiotrófica – ELA (doença degenerativa, sem cura) ela continua com o mesmo otimismo e amor à vida que antes.

Perdeu os movimentos do corpo e a fala, e hoje se comunica com os olhos que continuam vívidos, alegres e cheios de vida. Seu sorriso também foi mantido, provavelmente por ter sido muito exercitado durante toda sua vida. Ela é daquelas pessoas que sempre se dirige a qualquer outra com um belo e alegre sorriso no rosto. Certamente por conta disso a doença não levou essa sua expressão de felicidade que se confirma também com sua lucidez.

Apenas com o olhar a cada letra ela forma as palavras e frases. Escreveu recentemente o seguinte texto: “Alegria, alegria! Tem pessoas que acham que eu preciso descansar ou dormir, que preciso de descanso, mas não penso assim. Quero barulho, bagunça de crianças, gente falando alto e rindo. Quero vida, alegria, aumentar o número de amigos e rir bastante. Não quero isolamento, tristeza, chatice, angústia e morte. Quero alegria, alegria!”.

Membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, Maria Lúcia sabe que cumpre seu papel como filha especial de Deus, e que encaminhou bem as amizades, todos os seus filhos e filhas para a vida e hoje desfruta da gostosa presença de mais de 10 netos em paz no lar.

 Ao vê-la imobilizada numa cadeira de rodas, se engana quem pensa que é infeliz por conta disso. Ela exala felicidade, vigor espiritual e persevera com alegria o cumprimento de sua missão como cidadã, Cristã, mãe, esposa e amiga.

Feliz é o ser humano que entende que esse é o verdadeiro sentido da vida: viver assim, de maneira intensa e perseverante em toda e qualquer circunstância.

 

 

*Wilson Aquino
Jornalista e Professor.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix