Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 25 de Outubro de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Quinta-Feira, 14 de Outubro de 2021, 14h:35
Tamanho do texto A - A+

Acusado de homicídio se entrega em delegacia

Admir Acosta de 54 anos foi morto na terça-feira (12)

Marina Romualdo
Capital News

Divulgação/Diário Corumbaense

Homem é atropelado e morto com golpes de faca é identificado

A vítima foi encontrado de barriga para cima e com lesões do atropelamento

 

João Vitor Rodrigues é acusado do assassinato de Admir Acosta de 54 anos de idade, na noite de terça-feira (12), em Corumbá (MS). João Vitor se apresentou à Polícia Civil na tarde de quarta-feira (13) acompanhado de um advogado e admitiu o homicídio. 

 

Conforme o Diário Corumbaense, o delegado Nicson Lenon Galisa disse que “foi interrogado e relatou vários fatores para ter cometido o crime, mas em resumo, afirmou que provocações e desavenças entre ambos aconteciam há tempos. Também alegou legítima defesa. Disse que no dia do fato, a vítima o teria provocado e quando foi tirar satisfação, acreditou que Admir estava armado". 

 

O acusado vai responder por homicídio em liberdade. Segundo o delegado, não houve situação de flagrante e ele vai responder em liberdade. “Considerando que não há necessidade e adequação da prisão cautelar. Mas, se houver alguma outra situação pela investigação, isso pode mudar”, explicou. 

 

Sobre a informação de que a vítima teria um relacionamento amoroso com a esposa de João Vitor, fato relatado à Polícia Militar pela mulher de Admir, o delegado disse: "não posso confirmar". 

 

O caso: Identificado como Admir Acosta de 54 anos de idade, o homem morto após ser atropelado e esfaqueado durante a noite de terça-feira (12). A esposa da vítima presenciou o crime. 

 

Conforme o Boletim de Ocorrência, o caso ocorreu na parte alta de Corumbá (MS) nas proximidades do Anel Viário. Ao chegar ao local, a equipe policial encontrou o corpo de barriga para cima e com lesões do atropelamento e ferimentos dos golpes de facão no pescoço e cabeça. 

 

A esposa da vítima contou aos policiais que o marido estava fazendo limpeza em frente da residência e ao seguir para um terreno baldio para jogar o entulho, foi atropelado por um homem. Em seguida, o mesmo desceu do veículo e golpeou a vítima com um facão. 

 

Conforme o Diário Corumbaense, a mulher ainda disse que o autor estava em companhia de outro rapaz que permaneceu dentro do carro. 

 

Durante a conversa com a equipe, a esposa de Admir relatou que o motivo do crime seria passional, pois, a vítima estaria tendo um caso com a companheira do autor. 

 

Foram realizadas diligências, porém, o suspeito não foi localizado. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil como homicídio simples.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix