Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 05 de Dezembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Quarta-Feira, 17 de Julho de 2019, 13h:46
Tamanho do texto A - A+

Após denúncia mulher é presa com maconha

Mulher ficou presa 21 dias por “emprestar” casa para sequestro

Elaine Silva
Capital News

Deurico/Capital News

Traficante alegou que precisava de dinheiro

Jessica de Souza Pinheiro

Jessica da Silva Pinheiro, 24 anos, foi presa em uma ação da Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (Denar), após denúncia anônima com  aproximadamente 10 kg de maconha e uma balança de precisão. A prisão aconteceu na última terça-feira (16), no Jardim Seminário, em Campo Grande.

“Eu precisa de dinheiro para ontem”, alegou Jessica, ao ser questionada pela reportagem, por ter aceitado ‘guardar’ os entorpecentes na sua casa a mando de um preso da Capital. De acordo com o delegado Hoffman D‘Ávila, em depoimento a autora relatou que estava ‘trabalhando’ para um preso, porém não disse nome e nem características.

A Denar realizou uma ação para prender Jessica, os policiais realizaram campana e na última terça-feira (16)  flagraram o momento em que um veículo Renault Clio, chegou na casa e a autora saiu com uma mochila e entrou dentro do carro. Questionada pelos policiais Jessica relatou que foi contratada por um preso, guardou a droga e iria entregar de uma vez para um comprador.

Empréstimo
Durante a investigação os policiais descobriram que a casa também serviu como cativeiro para um roubo seguido de cárcere privado em abril de 2019.  Na época Jessica foi presa junto com os outros envolvidos. Sobre o crime ela alegou precisava do dinheiro e aceitou emprestar a casa, mas ela não ficaria no local.

Mudança de vida
Ao ser presa pela segunda vez por conta do crime de tráfico de drogas, Jessica, relatou que depois de ser solta, vai colocar seu filho (a) de 4 meses,  na creche e vai procurar um emprego.

Outros casos
Além da prisão de Jessica a Denar apreendeu dois adolescente e dois homens em ações distintas, porém pelo mesmo crime, tráfico de drogas. Os casos aconteceram no Bairro Aero Rancho e o outro na Vila Fernanda. De acordo com o delegado responsável pelos casos Hoffaman, um dos maiores estava com mandado de prisão pensão alimentícia. Em ambos os casos os autores estavam com pequena quantidade de droga.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix