Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 14 de Novembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019, 10h:09
Tamanho do texto A - A+

Bancária desviou mais R$ 1 milhão de idosa e comprou imóveis no Dhamas

Vítima tem Alzheimer e outras doenças sendo considerada incapaz de realizar algumas ações

Elaine Silva
Capital News

Arquivo/Capital News

Delegacia Especializada em Repressão a Roubos e Furtos (Derf)

Delegacia Especializada em Repressão a Roubos e Furtos (Derf), em Campo Grande

A gerente bancária de E.C.M.A.,40 anos, uma mulher de T.F 59 anos, foram indiciadas por desvio de R$ 1,2 milhão de uma idosa de 88 anos. O inquérito foi encerrado na quarta-feira (18), pelo delegado Fábio Brandalise, da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos (Derf). A Polícia Civil conseguiu o bloqueio Judicial de um terreno localizado no condomínio “Dhama III” e de uma casa no “Dhama IV”, ambos pertencentes à gerente, adquiridos com os proventos do crime, avaliados em mais de um milhão de reais. 

 

Um automóvel e quantias em dinheiro, pertencentes à T.F., também foram apreendidos, recuperando, assim, todo o valor subtraído da vítima. Conforme a nota da Derf, durante as investigações foi verificado que a vítima está com a saúde mental fragilizada, acometida por Alzheimer e outras doenças, e era incapaz de realizar algumas ações. Se aproveitando do fato que trabalhava na casa da vítima há décadas, a mulher se uniu à gerente para ter acesso aos valores.

 

No período em que E.C.M.A. foi uma das responsáveis pelo gerenciamento das contas da vítima, pelo menos R$ 388 mil foram depositados nas contas de T.F., que em razão de tal benefício ajudava a gerente a praticar as subtrações. A Polícia Civil representou pela Prisão Preventiva da gerente, entretanto, tal requerimento foi indeferido pelo Poder Judiciário, que acompanhou manifestação do Ministério Público.

 

Com o valor desviado, a gerente comprou um terreno e uma casa em condomínio de luxo da Capital, avaliados em mais de R$ 1 milhão. Os dois imóveis foram apreendidos, bem como um automóvel e quantias em dinheiro que estavam em nome da outra mulher. O total de R$ 1,2 milhão foi restituído. 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix