Campo Grande/MS, Terça-Feira, 17 de Setembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 10h:09
Tamanho do texto A - A+

Furto de cocaína tem delegado e onze presos

Prisão de responsável pela delegacia foi por causa de posse de irregular de arma de fogo

Elaine Silva
Capital News

Divulgação/Assessoria

foto2

Furto da cocaína aconteceu no inicio do mês

 

Após o sumiço de 100 quilos de cocaína na 1ª Delegacia de Polícia Civil de Aquidauana, a Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, prendeu delegado Eder Oliveira Moraes, que era responsável pela delegacia quando aconteceu o furto, e mais 11 pessoas. 

 

O delegado da Corregedoria Geral da PCMS, Carlos Delano, relatou que até o momento doze pessoas presas.  Ele também informou que a falta do entorpecente foi percebida na segunda-feira (9)  e imediatamente foi instaurado inquérito pela Corregedoria e iniciada as investigações com o apoio de uma força-tarefa composta por policiais das delegacias da Mulher e 1ª DP de Aquidauana, onde foram levantadas informações de movimentação ao redor da delegacia e outras informações que levou a apreensão de um veículo Corolla, utilizado para o transporte da droga.

 

“A partir daí foi conseguida a prisão temporária de pessoas relacionadas a esse veículo, o que levou a prisão de outras pessoas em Aquidauana, sendo possível identificar o autor da subtração do entorpecente, realizada em duas etapas. A primeira na madrugada do dia 6 para o dia 7 (quarta para quinta-feira) e o restante na madrugada de domingo para segunda-feira (9)” explicou Delano.

Divulgação/Assessoria

Furto cocaina

Delegado foi preso por posse irregular de arma de fogo de uso restrito

As evidências bastante são fortes quanto a participação do delegado. A prisão de Eder foi por posse de irregular de arma de fogo de uso permitido. “Trabalhamos agora para elucidar a participação de outras pessoas e na apreensão do entorpecente subtraído (...) Não destacamos a participação de mais pessoas”, concluiu.

 

Investigação

A identificação dos suspeitos, foi realizada através de oito testemunhas,apreensão de documentos e celulares, este último, com quebra de sigilo de dados. Durante a operação a  polícia localizou o carro em que a droga foi transportada, um Toyota Corolla, que estava em poder do marido da advogada Mary Stella Martins de Oliveira, os dois presos na ação.

 

Também foram detidos o dono do veículo, e os pais dele. Na residência do casal, aliás, foram encontrados petrechos de pesagem e preparo da droga e até vídeos do homem manuseando os equipamentos para esse fim. O proprietário do veículo já tem antecedente por tráfico, em que foi preso por tráfico de 200 quilos de cocaína em São Paulo e, em 2012, com maconha no Indubrasil.

 

Segundo o delegado, também foram expedidas prisões temporárias para quatro pessoas que estavam detidas na delegacia de Aquidauana na época do furto e mais dois presos do regime semi-aberto. Com o delegado, são doze presos até agora na operação.

 

Apreensão

De acordo com a assessoria os 101 quilos de cocaína que estavam no depósito da delegacia haviam sido apreendidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) no dia 30 de maio de 2019, na região urbana de Aquidauana, dentro de tanque de óleo diesel, de carreta que seguia para São Paulo.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix