Campo Grande/MS, Terça-Feira, 02 de Março de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Segunda-Feira, 04 de Janeiro de 2021, 18h:24
Tamanho do texto A - A+

O uso de tornozeleiras eletrônicas cresce 14% em MS

São mais de 2 mil monitorados

Laryssa Maier
Capital News

Chico Ribeiro/Subcom-MS

Governo de MS cria unidade para monitoramento eletrônico de presos

 

Dados da Unidade Mista de Monitoramento Virtual Estadual (UMMVE), em novembro, atingiu a inédita marca de 2 mil monitorados ativos. Em relação ao mesmo período do ano passado, houve um aumento de 14%, época que existiam pouco mais de 1,7 mil pessoas utilizando tornozeleiras. “A expansão do segmento também acabou sendo impulsionada em virtude do coronavírus, e tem se mostrado eficiente no que se refere ao controle das limitações judiciais impostas. Inicialmente foram 250 instalações, somente do regime fechado”, informou o diretor da UMMVE, Ricardo Teixeira.

 

Implantada em 2016, essa modalidade de cumprimento de pena prioriza a reintegração dos apenados e reduz, consideravelmente, a superlotação das unidades prisionais do estado, conforme a assessoria. Fator, este, muito relevante quando se trata de protocolos de biossegurança no combate à Covid-19, principalmente, em relação aos considerados grupos de risco.

 

O Poder Judiciário determinou a prisão domiciliar de diversos presos do regime fechado e semiaberto com o uso de tornozeleira eletrônica, de forma a assegurar a saúde dos apenados com morbidades ou de risco. 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix