Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 21 de Outubro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Quinta-Feira, 27 de Agosto de 2020, 09h:41
Tamanho do texto A - A+

Polícia Federal deflagra operação contra rede de empresas em MS

Alvos se dedicavam a lavagem de dinheiro e ocultação de bens e valores

Elaine Silva
Capital News

Divulgação/Polícia Federal

Fraude na compra de testes rápidos de Covid-19 é alvo de operação

Operação foi deflagrada nesta quinta

Com o objetivo de desarticular organização criminosa composta por uma rede de empresas dedicadas à lavagem e ocultação de bens e valores para narcotraficantes atuantes na região de fronteira seca entre o Brasil e o Paraguai, a Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira (27), a terceira fase da denominada Operação Teseu. 

 

A terceira fase da Operação Teseu está sendo deflagrada simultaneamente com a Operação Pavo Real, também da Polícia Federal, a qual visa a desmantelar financeiramente outra organização criminosa que também atua na lavagem de capitais oriundos do narcotráfico.

 

Estão sendo cumpridos sete mandados de Busca e Apreensão, expedidos pela 3ª Vara Federal de Campo Grande/MS, em endereços localizados em Ponta Porã, e nas cidades paulistas de Nova Granada, Valinhos e Ribeirão Preto.

 

Segundo a Polícia Federal, nas fases anteriores da operação Teseu foram identificadas várias transações financeiras suspeitas que revelaram a existência de uma sofisticada rede de empresas utilizada pelos líderes da Organização Criminosa para o financiamento de suas despesas pessoais, dissimulando a origem e a movimentação dos recursos oriundos do tráfico de drogas. Como resultado das investigações, foi decretado o sequestro de sete imóveis pertencentes aos envolvidos, bem como o bloqueio de contas bancárias de pelo menos treze pessoas físicas e jurídicas. Além disso, quatro empresas tiveram suas atividades econômicas suspensas cautelarmente em razão dos indícios de se tratarem de “lavanderias de dinheiro”.

 

As ações reforçam a diretriz de atuação da Polícia Federal relativa à desestruturação das grandes organizações criminosas por meio de sua descapitalização e da responsabilização penal de seus integrantes, sobretudo seus líderes. Por suas condutas, os investigados poderão ser indiciados pela prática dos crimes de organização criminosa, lavagem de capitais e evasão de divisas , cujas penas somadas podem ultrapassar 24 anos de reclusão.

 

Significado 

A Operação foi batizada “Teseu” em alusão ao herói grego que, segundo a mitologia, derrotou a figura mítica de Minotauro, monstro que assolava a ilha de Creta.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix