Campo Grande/MS, Sábado, 21 de Setembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Terça-Feira, 10 de Setembro de 2019, 08h:31
Tamanho do texto A - A+

Polícia procura foragido acusado de estuprar irmãs

Autor já é condenado pelo crime desde 1998 e cumpria pena na Gameleira

Elaine Silva
Capital News

Divulgação/Polícia Civil

Polícia procura foragido acusado de estuprar irmãs

José Maria Rodrigues Pereira

A Polícia Civil procura por José Maria Rodrigues Pereira, acusado de estuprar duas irmã e agredir, um bebê na última quinta-feira (5), no Jardim Colorado, em Campo Grande. O suspeito chegou a obrigar que uma das vítimas filmasse a irmã sendo estuprada

Conforme as informações repassadas pela delegada Anne Karine Sanches Trevisan, da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), José foi identificado por um boné que esqueceu na casa das vítimas e por por várias marcas digitais.

O acusado é condenado desde 1998 por estupro, furto e roubo que cumpria pena em regime semiaberto na Colônia Penal Agroindustrial da Gameleira. Ele trabalhava em uma fábrica de processamento do mandioca. No dia do crime a mãe das jovens saiu e deixou a adolescente de 16 anos cuidando do bebê da menina de 13 anos. Quando a vítima foi fechar o portão, acabou sendo abordada por José.

Ele rendeu as meninas, entrou na casa, bebeu leite e comeu bolo, sempre agindo de forma violenta e ameaçado as vítimas com uma faca. Logo depois ele obrigou que a garota de 13 anos filmasse a irmã mais velha sendo estuprada. O agressor ainda cometeu atos libidinosos contra a vítima de 13 anos e agrediu o bebê, que estava chorando, com um tapa no rosto. Antes de fugir, trancou elas na casa e pediu para que contasse até 200, enquanto fugia.

Após a denúncia e investigação do caso, os policiais foram à Gameleira na tentativa de prendê-lo, mas ele fugiu. José é suspeito de ter cometido outros estupros antes, nos dias 3 e 4, e não é descartado envolvimento dele em mais crimes do tipo. A polícia segue procurando pelo acusado.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix