Campo Grande/MS, Sábado, 04 de Julho de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Segunda-Feira, 01 de Junho de 2020, 10h:53
Tamanho do texto A - A+

Após segundo caso da covid-19, Câmara de Dourados suspende atividades

Sessão Ordinária desta segunda foi adiada e assuntos urgentes serão tratados remotamente

Rogério Vidmantas
Capital News

Divulgação

Câmara Dourados

Atividades na Câmara de Dourados nos próximos dias serão feitas apenas remotamente

Duas servidoras da Câmara Municipal de Dourados foram testadas positivo para covid-19, a segunda no último sábado (30). Ambas estão em isolamento domiciliar e os casos fizeram com que as atividades na Casa de Leis fossem suspensas, segundo nota divulgada à imprensa neste domingo (31) e assinada pelo presidente, Alan Guedes (DEM). 

 

O primeiro caso foi confirmado ainda durante a última semana e a primeira ação foi colocar em isolamento outros servidores que tiveram contato com a funcionária. “Nós soubemos da suspeita e juntamente com a direção colocamos todas as pessoas em que ela tinha conversado em quarentena”, disse o parlamentar.

 

Com o segundo caso, uma outra funcionária que tem contato direto com a primeira, não sobrou outra opção a não ser suspender os trabalhos. “A Câmara Municipal de Dourados ficará fechada entre os dias 1º e 5 de junho, sendo permitido acesso apenas aos servidores que, por sua imprescindibilidade de funções, tenham tal necessidade”, diz a nota.

 

Ainda de acordo com o comunicado, as duas servidoras já estavam há alguns dias em isolamento e monitoradas. “O dia 20 de maio foi o último trabalhado pela servidora, que já está em quarentena, assim como todos que com ela mantiveram contato. Seguimos, mais uma vez, todas as recomendações da Vigilância em Saúde e do Comitê de Gerenciamento de Crise do Coronavírus”.

 

Nesta segunda-feira (1) haveria Sessão Ordinária, mas essa foi adiada para outra data ainda não definida. “Qualquer matéria de caráter urgente relacionada à pandemia, que porventura precise ser apreciada entre os dias 1º e 5 de junho, será feita via sessão extraordinária remota, ressaltando que isso não gera nenhum pagamento adicional aos edis”, completa a nota.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix