Campo Grande/MS, Sábado, 24 de Agosto de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Terça-Feira, 09 de Abril de 2019, 15h:12
Tamanho do texto A - A+

Câmara aprova projeto de Lei que regulamenta serviços de táxi em Corumbá

Projeto visa melhoria no atendimento à população e atendimento a classe

Flavia Andrade
Capital News

Divulgaçã/CâmaraCorumbá

Câmara de Corumbá recebe renúncia do presidente Evander e terá nova eleição para Mesa Diretora

Projeto visa melhoria no atendimento à população e categoria

Durante sessão ordinária desta segunda-feira (08), vereadores de Corumbá, aprovaram o Projeto de Lei de autoria do vereador Irailton Santana (PSDB), o Baianinho, o qual dispõe sobre a concessão de direito do transporte público de passageiros em veículos automotores (táxi), no município.

 

Parlamentar destacou que, os debates visaram a qualidade do serviço em prol da população, além de valorizar a categoria. Enfatizou ainda que, hoje, o serviço é regulamentado por um antigo decreto municipal que não atende as necessidades da classe.

 

O projeto de Lei conta com 28 artigos, distribuídos em nove páginas, e versa sobre as permissões que serão outorgadas pela Agência Municipal de Trânsito e Transporte de Corumbá (Agetrat), a título precário e gratuito, após edital de chamamento de interessados, sendo que a concessão só será feita com autorização legislativa, em obediência ao art. 113 e §§ da Lei Orgânica do Município, e demais disposições legais cabíveis, nas condições estabelecidas na proposta atual, com fundamento no Art. 175 da Constituição Federal.

 

Ainda conforme o projeto de Lei, as permissões do serviço de táxi poderão ser outorgadas às pessoas físicas e jurídicas;  o permissionário, quando pessoa jurídica, poderá contratar condutor para dirigir o veículo de sua propriedade sob responsabilidade civil, penal e administrativo do contratante/permissionário, desde que preencha os requisitos da Lei proposta, e que o permissionário ou representante deverá apresentar obrigatoriamente, comprovante de contratação de seguro do veículo e contra terceiros dentro dos critérios estabelecidos em ato regulamentador do Poder Executivo.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix