Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 21 de Outubro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Sexta-Feira, 21 de Agosto de 2020, 18h:32
Tamanho do texto A - A+

Congresso mantém veto a reajuste de servidores

Confira os deputados do Mato Grosso do Sul que votaram a favor e contra

Laryssa Maier
Capital News

© Najara Araujo/Câmara dos Deputados

Congresso mantém veto a reajuste de servidores

Os deputados também mantiveram a derrubada de veto que proíbe o despejo de inquilinos

A Câmara dos Deputados manteve o veto de Jair Bolsonaro sobre a concessão de reajustes salariais aos servidores públicos, a qual ocorreu na última quinta-feira (20). Por 165 votos contra o veto e 316 a favor, permanecendo sem reajuste até o dia 31 de dezembro de 2021. 

 

Somente três deputados votaram para manter o veto, tucanos Beto Pereira e Bia Cavassa e o Dr. Luiz Ovando (PSL). Quatro deputados do Mato Grosso do Sul votaram para derrubar o veto, o qual permitiria os reajustes. Sendo eles, os deputados Dagoberto Nogueira (PDT) Fábio Trad (PSD), Rose Modesto (PSDB) e Vander Loubet (PT). O deputado Loester Trutis (PSL) não votou. 

 

De acordo com a Agência Brasil, os deputados também mantiveram a derrubada de veto que proíbe o despejo de inquilinos. Dessa forma, fica mantido o texto que suspende, por até 30 de outubro deste ano, a concessão de liminares protocoladas até 20 de março para despejo de inquilinos por atraso de aluguel, fim do prazo de desocupação pactuado, demissão do locatário em contrato vinculado ao emprego ou permanência de sublocatário no imóvel.

 

A suspensão abrange os imóveis urbanos (comerciais e residenciais) e atinge todas as ações ajuizadas a partir de 20 de março, data em que foi reconhecido oficialmente o estado de calamidade no país. Esse trecho irá à promulgação.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix