Campo Grande/MS, Domingo, 17 de Outubro de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Sábado, 25 de Setembro de 2021, 12h:57
Tamanho do texto A - A+

Deputado solicita diminuição do ICMS sobre combustíveis e gás de cozinha

Felipe Orro diz conta com a sensibilidade do Executivo

Laryssa Maier
Laryssa Maier

ALEMS

Felipe Orro defende negociação de descontos com escolas particulares

Felipe Orro

O deputado estadual Felipe Orro encaminhou expediente ao Governo do Estado solicitando a redução da alíquota do ICMS  (Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços), sobre combustíveis e gás de cozinha, aplicada no ano de 2022 em Mato Grosso do Sul. 

 

Felipe ressalta que a população sul-mato-grossense faz apelo pela redução da alíquota do imposto. “A grande maioria da população padece nesta crise e não está dando conta de arcar com tantos aumentos nos impostos. Nosso Estado está avançando na vacinação contra a Covid-19, caminhando a passos largos em direção à imunidade coletiva, com nítida retomada econômica. Entretanto, os contribuintes ainda sentem no bolso os efeitos negativos da pandemia, sendo necessário tempo para que tenham um efetivo aumento de renda com a retomada de seu poder de compra”, afirma. 

 

Felipe Orro diz acreditar na boa vontade do governo e conta com a sensibilidade do Executivo para atender o mais rápido possível esta solicitação.  "Aprovamos na Assembleia proposta do governo, que reduziu o ICMS na tarifa de energia elétrica, no preço do diesel e etanol. Então acredito que também possamos discutir e aprovar essa proposta e repassar efetivamente, mais esta redução (no preço dos combustíveis e no gás), para o consumidor sul-mato-grossense", disse o deputado.

 

De acordo com a assessoria, no Mato Grosso do Sul, a redução da alíquota do ICMS sobre o diesel e etanol foi de 17% para 12%  e de 25% para 20%, respectivamente. O deputado destaca  que outros estados estão tomando medidas semelhantes de diminuição de carga tributária aos consumidores, como no caso de Roraima. "A Assembleia Legislativa aprovou nesta semana a redução do Imposto (ICMS) sobre o preço do gás de cozinha, em Roraima. A lei vai reduzir o imposto de 17% para 12% por lá, e isso que a gente espera que aconteça aqui em nosso Estado", afirma.

 

Felipe Orro enviou o pedido ao governador, Reinaldo Azambuja, com cópia ao secretário de Fazenda, Felipe Mattos de Lima Ribeiro.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix