Campo Grande/MS, Domingo, 09 de Agosto de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Terça-Feira, 14 de Julho de 2020, 08h:01
Tamanho do texto A - A+

Estudos podem apontar medidas mais severas para Campo Grande

Prefeito Marquinhos Trad espera decidir até quarta-feira se aperta o cerco contra a Covid-19

Hélder Rafael
Capital News

Reprodução

Live do prefeito Marquinhos Trad

 

O combate à Covid-19 pode contar com medidas mais restritivas em Campo Grande, a partir de quarta-feira. Ao longo desta semana, o prefeito Marquinhos Trad tem mantido diálogo com especialistas em saúde e gestores públicos municipais e estaduais para decidir se intensifica as restrições de movimentação da população.

 

As medidas mais severas adotadas nas últimas semanas foram o uso obrigatório de máscara e o toque de recolher a partir das 20 horas até as 5 horas do dia seguinte. Outras ações, como redução da capacidade de público em estabelecimentos comerciais, aumento do distanciamento social e suspensão das aulas escolares, vem sendo mantidas. 

 

Apesar disso, Campo Grande se tornou o epicentro da doença no Estado, com aumento considerável de casos e óbitos nos últimos dias. E mesmo assim, as taxas de distanciamento social permanecem distantes do ideal. Na sexta-feira passada (10) foi registrado índice de 35,5%, no sábado 39,3% e no domingo 46%.

 

A ação mais extrema no combate à pandemia é o lockdown, ou bloqueio total da circulação de pessoas em locais públicos - exceto para questões essenciais, como farmácias, supermercados e hospitais. O lockdown já foi adotado em capitais como Belém e até em estados inteiros, como Amapá.

 

Segundo a prefeitura de Campo Grande, se os estudos técnicos dos especialistas embasarem medidas mais severas, o prefeito Marquinhos Trad deverá anunciá-las na quarta-feira.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix