Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 13 de Julho de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Domingo, 01 de Março de 2020, 10h:44
Tamanho do texto A - A+

Fórum em Campo Grande vai discutir Cidades Inteligentes

Iniciativas estarão em debate durante evento que reunirá prefeitos, vereadores e interessados no tema na Capital

Hélder Rafael
Capital News

Denilson Secreta/PMCG

A rua 14 de Julho é a primeira da capital a adotar o embutimento de rede

..

Campo Grande recebe no dia 5 de março o 2º Fórum de Cidades Digitais. No evento, prefeitos, vereadores, assessores e interessados no tema vão discutir um conceito que está sendo trabalhado no mundo inteiro, o das Cidades Inteligentes.

 

O 2º Fórum de Cidades Digitais – Inovando os serviços públicos através da Tecnologia da Informação, está sendo organizado pela Prefeitura Municipal de Campo Grande, através da Agetec e em parceria com a Assomasul e Rede Cidade Digital. Será uma oportunidade dos municípios trocarem experiências, conhecimento, além de apresentar ferramentas digitais voltadas para o poder público com o reflexo na população.

 

As inscrições para o evento são gratuitas e podem ser feitas pelo endereço forum.redecidadedigital.com.br/campogrande. No ano passado, o primeiro Fórum reuniu mais de 120 pessoas, dentre elas, 30 prefeitos.

 

Uma das iniciativas em questão é a requalificação da Rua 14 de Julho, no centro da cidade, que inclui várias premissas para uma Cidade Inteligente. O embutimento das redes elétrica e telefônica é um deles. Nos 1.400 metros da via, foram retirados 96 postes e mais de 11 quilômetros de cabos aéreos de média e baixa tensão. 

 

As redes subterrâneas de distribuição são uma tendência, fazendo parte de grandes projetos de revitalização nos centros urbanos e históricos de várias cidades do país. Além disso, outros pontos foram trabalhados, como a mobilidade, conquistada com o novo layout de calçadas rebaixadas; pintura indicativa e sinalização moderna; e do videomonitoramento.

 

“Toda a rua pode ser monitorada e, com isso, o Município consegue agir rapidamente, pois tem a visão de todos os cruzamentos, todos os pontos da 14 através das câmeras”, afirma Paulo Fernando Garcia Cardoso, diretor-presidente da Agência Municipal de Tecnologia da Informação e Inovação. A nova rua recebeu 22 equipamentos de videomonitoramento, com possibilidade de reconhecimento facial.

 

Paulo explica que a questão da conectividade também é um ponto importante no caminho para a Cidade Inteligente. “Toda a rua tem internet, wi-fi pública, segura, com hotspot de acesso, com segurança para quem acessa já de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados”.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix