Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 13 de Julho de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 09h:15
Tamanho do texto A - A+

Governadores pedem suspensão por 12 meses das dívidas dos estados

Reunidos em videoconferência, 26 dos 27 governadores também aprovaram pedido de aplicação de lei que prevê renda básica para todos os brasileiros

Hélder Rafael
Capital News

Reprodução

Governadores pedem suspensão por 12 meses das dívidas dos estados

Governadores pedem suspensão por 12 meses das dívidas dos estados

Governadores reunidos nesta quarta-feira (25) em videoconferência aprovaram uma carta com uma série de reivindicações ao governo federal (leia a íntegra ao final desta reportagem) para combater a crise do coronavírus. 

 

Os governadores querem a suspensão por 12 meses do pagamento das dívidas dos estados com a União e bancos públicos, além da "abertura da possibilidade de quitação de prestações apenas no final do contrato" e a "disponibilização de linhas de crédito do BNDES para aplicação em serviços de saúde e investimentos em obras".

 

Também foi solicitada a aplicação da lei que institui uma renda básica de cidadania para todos os brasileiros. A lei prevê o "direito de todos os brasileiros residentes no País e estrangeiros residentes há pelo menos 5 (cinco) anos no Brasil, não importando sua condição socioeconômica, receberem, anualmente, um benefício monetário".

 

Participaram do encontro 26 dos 27 governadores – o único ausente foi o do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB) – e o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ).

 

Os governadores dizem no documentos que continuarão adotando medidas de acordo com as orientações de profissionais de saúde e da Organização Mundial de Saúde (OMS).

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix