Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 26 de Agosto de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Segunda-Feira, 12 de Agosto de 2019, 15h:33
Tamanho do texto A - A+

O Senado começa a discutir a Reforma da Previdência

A discussão promete esquentar o clima na Casa durante esta semana

Adriana Ximenes
Especial para o Capital News

Divulgação/Agencia Brasil

O Senado começa a discutir a Reforma da Previdência

Reforma da Previdência

A Reforma da  Previdência chega ao Senado (PEC 6/2019), prometendo esquentar o clima na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), a semana começou com o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), defendendo o texto que cogita alteração da PEC, defendida também pelo atual  presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

 

Entretanto os demais parlamentares avaliam que não querem compactuar de decisões da maioria, exemplo é o senador Plínio Valério (PSDB-AM). Em depoimento no plenário, na última semana, o senador relata está muito preocupado com o que leu até o momento, é nítido que o trabalhador privado precisa da aposentadoria.  

 

Já o senador Eduardo Girão (Podemos-CE), citou que o texto aprovado pela Câmara está o dispositivo anti fraudes na concessão do Benefício de Prestação Continuada (BPC). Ele também defendeu a inclusão dos estados e municípios na reforma.

 

O prazo para ser discutido a reforma da Previdência é de até 30 dias, no primeiro momento deverão comparecer aos debates, representantes de trabalhadores e de empresários. O intuito é de que Tasso mostre o relatório na comissão no dia 28 de agosto. Depois de exposta na CCJ a matéria precisa passar por dois turnos de votação no plenário da Casa onde para ser aprovada precisaria de 49 dos 81 votos de senadores em cada turno.

 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix