Campo Grande/MS, Terça-Feira, 17 de Setembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Sexta-Feira, 07 de Junho de 2019, 16h:17
Tamanho do texto A - A+

Polícia prende autores do assassinato de “Zoia de Gato”

Além do homem que confessou o crime, uma outra pessoa acabou presa por estar com a arma do crime e um menor foi apreendido

Renato Giansante
De Dourados para o Capital News

Divulgação/SIG

Polícia prende autores do assassinato de “Zoia de Gato”

SIG demorou poucas horas para prender os envolvidos no caso

O Setor de Investigações Gerais (SIG) da Polícia Civil de Dourados prendeu nesta quinta-feira (6) o autor do homicídio de Leandro Dantas de Lima, mais conhecido como Zoio de Gato, ocorrido no dia anterior no bairro João Paulo II. Além do acusado, outro homem acabou preso por estar de porte da arma do crime e um adolescente apreendido.

De acordo com o delegado do SIG, Rodolfo Daltro, as investigações iniciaram logo após o crime e foi descoberto que a vítima tinha uma desavença com outro homem que é proprietário de um Fiat Uno usado no dia do homicídio.

Na manhã desta quinta-feira, o delegado entrevistou o acusado que acabou confessando o crime. Ele relatou que estava sofrendo ameaças por parte da vítima e apontou um adolescente de 17 anos que o acompanhava no momento dos disparos. A polícia encontrou o menor que relatou que “estava apenas na companhia do autor” e não teve participação.

“Essa foi a terceira oportunidade em que tentaram matar Leandro, sendo que um irmão e um primo do autor encontram-se presos por serem os autores de uma das tentativas”, disse o delegado.

O autor ainda disse que a arma utilizada, um revólver calibre .38 e também o veículo estavam escondidos na casa de um outro homem. No local indicado, a polícia encontrou a arma com quatro munições estrangeiras. O homem disse que guardou a mesma e o veículo, a pedido do amigo, mas não sabia do crime.

O autor foi preso em flagrante pela prática de homicídio qualificado pela traição, emboscada ou meio que dificultou a defesa da vítima, uma vez que ele confessou ter atirado pelas costas da vítima, sendo representado pela decretação da Prisão Preventiva desse agente.

O homem que estava com a arma também foi preso pela prática de posse ilegal de arma de fogo, ressaltando-se que as munições que se encontravam na arma por ele escondida eram de origem estrangeira. O menor, que havia saído da Unei havia poucos dias, foi apreendido em razão da prática de ato infracional análogo à pratica de homicídio qualificado, sendo representado pela internação provisória dele.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix