Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 01 de Abril de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 10h:57
Tamanho do texto A - A+

Prefeitos de MS lamentam discurso de Bolsonaro sobre fim de quarentena

Presidente da associação de municípios acredita que prefeituras vão manter restrição à circulação de pessoas

Hélder Rafael
Capital News

Assomasul/Divulgação

Assomasul convoca prefeitos para última mobilização municipalista de 2018

Presidente da Assomasul, Pedro Caravina

Prefeitos de Mato Grosso do Sul lamentaram o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro, feito na noite de terça-feira (24) em rede nacional de rádio e televisão. Em um dos trechos, Bolsonaro criticou o alarmismo da imprensa e pediu o fim da quarentena por conta do novo coronavírus.

 

Em entrevista à TV Morena nesta quarta-feira (25), o presidente da Associação dos Municípios (Assomasul), Pedro Caravina, lamentou o teor da fala do presidente.

 

“Ele agiu mal. Todo mundo entendeu como um pronunciamento lamentável, destoado do cenário atual e contrário a orientação da Organização Mundial de Saúde, do seu próprio ministro. Acho que quando a gente lida com vidas não podemos agir com achismo. Então, os prefeitos, em quase a sua totalidade, lógico que alguns agiram a sua maneira, uns mais radicais, vão manter as suas ações para evitar a circulação de pessoas”, respondeu Caravina, prefeito de Bataguassu.

 

Vários outros prefeitos ouvidos pela TV Morena, como Hélio Peluffo (Ponta Porã), Marcelo Iunes (Corumbá) e Maquinhos Trad (Campo Grande) também demonstraram indignação com o posicionamento do presidente.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix