Campo Grande/MS, Sábado, 24 de Agosto de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Quarta-Feira, 20 de Março de 2019, 10h:51
Tamanho do texto A - A+

Presidentes da Assembleia e da Câmara visitam Casa da Mulher Brasileira

Visita destacou apoio no combate à violência contra a mulher

Leonardo Barbosa
Capital News

Assessoria

Presidentes da Assembleia e da Câmara visitam Casa da Mulher Brasileira

Os presidentes da Câmara Municipal de Campo Grande e da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, Professor João Rocha e Paulo Corrêa respectivamente, visitaram nesta terça-feira (19) a Casa da Mulher Brasileira. Os dois foram recebidos pela juíza coordenadora da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar de MS, Jacqueline Machado, e reuniram-se também com a Subsecretária Especial da Cidadania, Luciana Azambuja Roca, a Subsecretária de Políticas Públicas para as Mulheres, Giovana Corrêa Vargas, e a Secretária-adjunta da Cidadania, Maria Thereza Trad.

 

"Os vereadores e os deputados querem contribuir ainda mais no combate à violência contra a mulher. Precisamos conscientizar. Tanto Câmara quanto Assembleia estão à disposição para ajudar. Discutimos no último dia 18 de março o empoderamento da mulher na política. No nosso entendimento, temos que debater também sobre o feminicídio, priorizando ações preventivas mas discutindo também as punições. É um tema que já está em nossa pauta e não fugiremos dessa questão", afirmou o vereador Professor João Rocha.

 

 

O deputado estadual Paulo Corrêa, presidente da Assembleia, também destacou a união de esforços entre os poderes. "Eu e o presidente da Câmara fizemos essa visita à Casa da Mulher Brasileira, a convite da Subsecretária de Políticas Públicas para as Mulheres, e reforçamos o compromisso das duas Casas de Leis em atuar em defesa de todas as mulheres. Na Assembleia já criamos a Frente Parlamentar em defesa da Mulher, que terá a primeira reunião na próxima quinta-feira. E temos orgulho em saber que hoje Mato Grosso do Sul é exemplo para o Brasil e para o mundo nas ações em defesa das mulheres, mas ainda há muito o que se fazer e tanto a Assembleia, quanto a Câmara Municipal de Campo Grande, são parceiras neste desafio".

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix